Vacinação contra influenza é prorrogada novamente em Resende, RJ

Pela segunda vez, a campanha nacional de vacinação contra o vírus Influenza foi prorrogada por determinação do Ministério da Saúde. O prazo para que os grupos prioritários se protejam contra a gripe agora vai até o dia 22 de junho, próxima sexta-feira.

A campanha, que seria encerrada em Resende no dia 30 de maio e foi estendida até esta sexta-feira, 15 de junho, vem apresentando baixa procura, especialmente nos grupos prioritários formados por crianças e gestantes. As doses continuam sendo aplicadas em todos os Postos de Saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Os grupos de maior risco contemplados com a prorrogação da campanha, também por determinação do Ministério da Saúde, seguem sendo idosos, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto (puérperas), trabalhadores de saúde, portadores de doenças crônicas, professores das redes pública e privada que estão em atividade, além da população e funcionários do sistema prisional. A definição dos grupos leva em consideração a vulnerabilidade e a maior probabilidade dessas pessoas de contraírem a doença.

Em Resende, os números parciais da campanha indicam que, até agora, cerca 71% da população alvo se imunizou contra a Influenza, o que corresponde a 23.400 pessoas, aproximadamente.

O objetivo da prorrogação é alcançar 90% do público. Entre os grupos que registraram menor procura estão as gestantes, com 67% das mulheres imunizadas, e crianças com idade entre seis meses e menos de cinco anos, com apenas 45% do público alvo vacinados.

De acordo com o Ministério da Saúde, neste ano, foram registrados 2.715 casos de gripe por vírus Influenza no país, mais que o dobro do mesmo período do ano passado, quando foram feitos 1.227 registros.

Os números de óbitos, por sua vez, também dobraram: 446 neste ano, contra 204 em 2017. Os dados do Ministério também mostram que o Estado do Rio registrou o segundo pior índice de vacinação no Brasil, com apenas 57,3% da meta atingida.

– Esta é mais uma oportunidade para que os grupos prioritários se imunizem e fiquem protegidos contra a gripe. Estamos com números ainda abaixo da expectativa e a chegada do inverno é algo que nos preocupa muito, pois os segmentos contemplados com a vacina são realmente aqueles mais suscetíveis a contrair o vírus, e já sabemos da sua letalidade.

Crianças e gestantes, por exemplo, apresentam um índice muito abaixo do que o desejado, por isso é preciso haver uma maior conscientização. Agora temos mais uma semana pela frente. Esperamos alcançar nossa meta – disse a coordenadora do Centro Municipal de Imunização, Maria Regina de Paula.

A vacina tem a duração de um ano. Portanto, aqueles que se imunizaram no ano passado e estiverem inclusos nos grupos de risco devem se vacinar novamente.

A renovação acontece em virtude da mutação do vírus que exige também alterações no conteúdo da vacina para que a imunização esteja em dia.

Fonte/Foto: Ascom PMR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.