Advogado tem escritório invadido e é morto a tiros em Campos do Jordão, SP

Claudio Borges – O advogado criminalista Kleber Martins de Araújo, de 60 anos anos, foi assassinado com cinco tiros no interior de seu escritório de advocacia, no inicio da tarde desta quarta-feira (20) em Campos do Jordão (SP).

Segundo a Policia Civil , duas pessoas invadiram o escritório do advogado e efetuaram os disparos. Ainda segundo a Polícia, o crime tem característica de execução e pode estar relacionado à atividade profissional do advogado.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Campos do Jordão acompanha a investigação. Segundo a investigação, os autores dos disparos entraram na sobreloja onde fica o escritório do advogado, que fica no “Edificio Abernéssia”, na Rua Brigadeiro Jordão, n 402, no bairro Abernéssia, centro comercial da cidade , por volta das 13h45 , invadiram a sala e renderam o advogado que estava sozinho no interior e em seguida, dispararam contra a vitima, acertando cinco tiros no peito e na cabeça.

O advogado chegou a ser socorrido ao Pronto Atendimento mas não resistiu aos ferimentos vindo a óbito no Complexo Municipal de Saude.

Comerciantes de estabelecimentos próximos ao escritório afirmaram a reportagem não ter visto nada no momento da ocorrência e que só ficaram sabendo do fato com a chegada do socorro e das viaturas policiais.

.As Polícias Civil e Militar estiveram no prédio onde ficava o escritório do advogado que foi preservado até a chegada da Policia Tecnica, vinda de Taubaté. Imagens das câmeras de segurança que ficam perto do local devem ajudar a polícia nas investigações.

A Subsecção da OAB em Campos do Jordão lamentou o “fato gravíssimo” e informou que acompanha o caso. “Ele estava sozinho no escritório. Acompanhamos a ida até o pronto socorro, ele estava com vida, mas chegando no pronto atendimento foi atestado o óbito”, disse André Rebello, presidente da OAB em Campos do Jordão.

A Comissão de Direitos Humanos da OAB de São Paulo informou que também irá acompanha as investigações. Até o momento, ninguém foi preso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.