Passa Quatro, MG aposta em profissionalização de festival para se estabelecer na rota do Turismo Gastronômico

Setor de Alimentos e Bebidas e produtores rurais, caseiros e artesanais recebem orientação profissional durante o “Passa Quatro Gastronomia 2018”


Fomentar o turismo gastronômico é uma escolha muito promissora, principalmente quando um destino consegue unir potencial turístico natural e tradição na cultura culinária local. No Brasil, 7 em cada 10 pessoas escolhem viajar para um destino pelas ótimas opções de comida e bebida, segundo levantamento da Booking.com. Em Minas Gerais, além da gastronomia ser o principal elemento associado aos encantos do estado, a participação das indústrias de Alimentos e Bebidas no Produto Interno Bruto (PIB) chega a 20%, mais que o dobro da participação do mesmo segmento no PIB nacional. Além disso, relatórios anuais de empresas que trabalham com previsões para o setor de alimentos e restaurantes, como a Sterling-Rice Group, a Baum+Whiteman e a National Restaurant Association (NRA), mostram que produtos e ingredientes locais e embutidos e conservas artesanais estão entre as macrotendências globais que já salpicam no Brasil.

Todos esses números de mercado e tendências globais alimentaram a fome de profissionalizar o “Passa Quatro Gastronomia 2018” sentida pelos organizadores do festival, que nesta edição resolveram abastecer a programação com palestras e oficinas gastronômicas exclusivas para o Setor de Alimentos e Bebidas e os produtores rurais, caseiros e artesanais. Também apostaram em uma curadoria especializada em gastronomia para oferecer consultoria aos estabelecimentos participantes e convidar nomes de peso dentro do cenário gastronômico nacional e internacional.

“Acreditamos que assim poderemos promover a culinária passaquatrense e estimular a produção local, tornando o evento um espaço de negócios e de empreendedorismo capaz de fomentar o desenvolvimento econômico e rural”, comenta a colaboradora do evento Edriane Monteiro (Drica), Assessora Jurídica do Município de Passa Quatro. Para dar ainda mais força à gastronomia regional, os estabelecimentos participantes apresentam no festival pratos que carregam a cultura e a história de Passa Quatro, seja pelo uso de ingredientes locais ou pelas receitas de famílias tradicionais passaquatrenses.

As atrações trazidas para o evento nutrem setores que alimentam a economia local, segundo Drica. “Em nosso município tem crescido o número de empreendedores no segmento de embutidos, como por exemplo o de linguiças artesanais, e foi pensando nesse mercado que incluímos na programação a oficina especial de charcutaria artesanal, comandada pelo curador do evento, o Rafa Bocaina”, explica.

Os laticínios, que também possuem grande representatividade na gastronomia passaquatrense, poderão tirar proveito e inspiração em dois grandes momentos do evento: a apresentação do Programa de Queijo Artesanal em Minas Gerais, que será feita pelo engenheiro agrônomo Julio César Fleming Seabra, mestre em Tecnologia do Leite e derivados; e a degustação comentada de Queijos Artesanais Mineiros Harmonizados com Cachaças e Cervejas Locais, a ser realizada pelo jornalista especializado em gastronomia, Eduardo Girão, que recentemente ganhou o Prêmio Eduardo Frieiro, o maior reconhecimento da gastronomia mineira.

Outro segmento da gastronomia que tem atraído os empreendedores passaquatrenses é o de cervejas artesanais, e eles poderão ter seus produtos aperfeiçoados durante o Encontro de Cervejeiros, que conta com a participação da engenheira química Camila Nassar, cervejeira da Lamas Brew Shop. Os proprietários de bares, restaurantes, empórios e docerias serão beneficiados com a apresentação de Lis Cereja, proprietária da Enoteca Saint VinSaint, que aponta alternativas sustentáveis para estabelecimentos comerciais, como lixo zero e reaproveitamento.

Aos produtores rurais, o festival ainda traz as participações de Patrick Ayrivie de Assumpção, que fala sobre Formação de Sistemas Agroflorestais no Vale do Paraíba com Plantas da Cultura Regional; Evelyn Landim, do “O Despertar do Gigante” (projeto que oferece cursos, vivências e assessoria nas áreas de agrofloresta, permacultura e educação ambiental), que aborda os aspectos da sazonalidade e sua importância na Gastronomia Regional; os professores Vitor Rabelo, Ricardo Barbosa e Vitor Pompeu, do Centro Universitário Senac – Campos do Jordão, que apresentam o projeto “Sabores da Mantiqueira – roteiro gastronômico da região do Rio Sapucaí Mirim”.

Chefs conceituados ainda ministram oficinas de gastronomia ensinando novas e exclusivas técnicas culinárias, entre eles: Ivan Achcar (chef de cozinha, pesquisador gastronômico e criador do Instituto de Negócios da Gastronomia), com o prato Nhoque Crocante de Mandioquinha com Molho de Frango Caipira; Flávio Trombino (comandante do Restaurante Xapuri, referência da Culinária Mineira no Brasil), com a oficina sobre Reaproveitamento e Alternativas de Uso de Alimentos; Mariana Cristina Oliveira Gontijo (finalista do quadro “Fecha a Conta”, programa “Mais Você”, da Rede Globo, e chef do Armazém Roça Grande, em Belo Horizonte), com a oficina Passagem da Tropa – A Cozinha Volante dos Tropeiros; Paula Carvalho (proprietária do Viver Integral), com a oficina Culinária Vegana adaptada para Ambiente Outdoor.

Representantes da gastronomia local e regional também fazem parte da programação do festival de gastronomia, como o cozinheiro Cido Ferreira e as empresárias do ramo da culinária, Luciana Nilo e Johana Rocha Gonçalves. O festival ainda traz a Oficina dos Pequenos Chefs voltada para o público infantil e a Mostra Queima do Alho, com a releitura da comida de tropeiros feita no fogo de chão.

O “Passa Quatro Gastronomia 2018”, em sua 10ª edição, acontece entre os dias 6 e 15 de julho, na Praça de Eventos do município, trazendo, além da programação gastronômica, diversas atividades culturais, apresentações musicais e artísticas, pratos da culinária local, produtos caseiros e artesanais passaquatrenses. O show principal será O Teatro Mágico – Circo, Voz e Violão, dia 12 de Julho, a partir das 23h, com entrada gratuita. Passa Quatro, roteiro das Terras Altas da Mantiqueira e da Estrada Real, é uma cidade com apelos turísticos naturais (picos e cachoeiras) e tem seu Centro Histórico caracterizado por ruas de paralelepípedo e arquitetura preservada com seu casario antigo tombado pelo patrimônio histórico, que também será reproduzido na decoração da cidade gastronômica do festival.

Fonte: Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Desenvolvimento Econômico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.