Motorista é indiciado por homicídio culposo em Volta Redonda, RJ tem prisão preventiva decretada

O delegado adjunto da 93ª DP, Rodolfo Atala, representou pela prisão preventiva de Fernando de Oliveira Duarte, de 41 anos,  que atropelou Luan Rocha, de 22 anos, que estava numa moto, na sexta-feira. A Justiça acatou o pedido e o motorista, que foi indiciado por homicídio culposo – quando não há intenção de matar – baseado no novo Código de Trânsito Brasileiro, continua preso.

A vítima foi atingida pela moto na Rua 209, no bairro São Lucas.

O delegado autuou ainda o motorista por fugir do local do acidente, sem prestar socorro à vítima e por dirigir embriagado. O suspeito foi preso na sexta-feira, pouco depois do acidente, e ficou detido sem direito a fiança.

O atropelamento foi no bairro São Lucas. Luan chegou a ser levado pelo Samu para o Hospital São João Batista, onde ficou em coma induzido até a madrugada deste domingo, dia 8, quando morreu. Ele foi sepultado ontem no Cemitério Portal da Saudade.

– Com a morte da vítima no domingo, o motorista passou a responder também por homicídio culposo e a situação dele se agravou mais ainda, porque o  novo Código de Trânsito Brasileiro estipula penas mais altas para esse tipo de crime – disse Atala acrescentado que o suspeito foi preso em flagrante e transferido para a Cadeia Pública de Volta Redonda (antiga Casa de Custódia), no Roma, em Volta Redonda.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.