Morre o homem que atirou na própria cabeça após matar ex-esposa em Porto Real, RJ

Uma jovem de 20 anos foi morta a tiros pelo ex- companheiro na manhã desta sexta-feira (20) em Porto Real. Segundo a Polícia Militar (PM), a vítima, identificada como Érica Fernanda de Oliveira, foi atingida na cabeça na rua onde mora, na localidade de Bulhões. Ela morreu no local.

Ainda segundo a polícia, após o crime, o suspeito entrou em casa, se trancou e atirou na própria cabeça. Os agentes chegaram na residência, ouviram os disparos e ele foi levado para o Hospital Municipal São Francisco de Assis, e depois foi encaminhado ao Hospital de Emergência, em Resende — cidade vizinha. O homem, de 30 anos, perdeu massa encefálica e teve morte cerebral. A unidade médica confirmou o óbito durante a noite.

A arma usada no crime foi apreendida e levada para a 100ª Delegacia de Polícia (Porto Real), onde o caso foi registrado como feminicídio.

Vitima foi etingida na cabeça e morreu na rua de casa em Porto Real (Foto: Divulgação/Redes Sociais)

Vitima foi etingida na cabeça e morreu na rua de casa em Porto Real (Foto: Divulgação/Redes Sociais)

 

Casos de feminicídio aumentam na região

Além deste caso, já foram registrados pelo menos outros quatro crimes confirmados e um suspeito de feminicídio no Sul do Rio de Janeiro.No fim de maio deste ano, uma mulher foi morta com golpes de uma garrafa de vidro pelo ex-namorado também em Porto Real. De acordo com a polícia, Daiana Gonçalves Lima, de 29 anos, estava em casa, no bairro Freitas Soares. O crime teria motivação passional.

Em Barra do Piraí, uma jovem foi estrangulada por um homem após não aceitar ficar com ele em uma festa no início deste mês. Na delegacia, o suspeito confessou o crime e disse ser ex-namorado da vítima. A família e amigos negaram a informação e confirmaram que ele perseguia Johanna Cerqueira, de 19 anos.

A Polícia Civil de Barra Mansa, RJ, procura o suspeito de matar a facadas Viviane Ribeiro de Souza, de 46 anos no bairro Vila Orlandélia. Segundo os agentes, ele seria o companheiro da vítima e está com mandado de prisão temporária de 30 dias expedido e é considerado foragido.

O caso de suspeito de feminicídio é investigado em Resende. Segundo o Instituto Médico Legal (IML), uma mulher, identificada como Jandira Landim, de 46 anos, estava com vários hematomas na cabeça. Primeiramente, o registro de ocorrência foi feito como encontro de cadáver, mas a polícia continua investigando a morte dela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.