Réus são condenados a mais de 101 anos de prisão em Volta Redonda, RJ

O juiz da 1ª Vara Criminal de Volt Redonda, Ludovico Couto Colaciono, sentenciou nesta terça-feira, 14, a mais de 101 anos de prisão Peterson Francisco da Cruz, o Nego`, Denílson Ramos Martins, o `Sagat`, e Daniele Malvina da Silva.

Os três foram responsabilizados pela morte de Jéssica Marques da Silva e Felipe Augusto Soares. Os corpos foram encontrados no final de 2013, numa cova rasa, no Sítio do Mineiro, no bairro Santa Cruz.

Nego, considerado preso de alta periculosidade, foi acusado de mandar matar as vítimas. Segundo o Ministério Público, o réu comandou o tráfico de drogas no Santa Cruz, é tem uma vasta ficha criminal.

Ele também seria o mandante do assassinato de Fabiana Mota. O crime foi em 2012, no bairro Santa Cruz. O corpo dela foi encontrado dentro de um córrego no Sítio Água Limpa, dois meses após o seu desaparecimento.

O outro réu Denílson, que era gerente do tráfico drogas, e Danieli também teriam participado do crime. Segundo a polícia, Denílson ainda é suspeito de tentar matar ainda um homem no Morro da Caixa D’Água, em Santa cruz. O homicídio foi no dia 13 de janeiro deste 2013.

Peterson foi condenado a 40 anos e 8 meses de reclusão, Denílson, a 35 anos e 4 meses de reclusão e Danieli, a 26 anos e meses também de reclusão.

 

Foto: Google Maps

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.