Advogada morta a tiros na Barra da Tijuca deve ser sepultado em Volta Redonda, RJ

Karina Garofalo, de 44 anos, atuava como corretora na capital e foi morta na quarta-feira (15) com quatro tiros, enquanto caminhava por uma calçada com o filho.



Mulher é executada no meio da tarde na Zona Oeste do Rio

Mulher é executada no meio da tarde na Zona Oeste do Rio

A advogada morta a tiros na Barra da Tijuca, RJ, deve ser sepultada no Cemitério Jardim da Saudade, em Volta Redonda, onde o pai dela também foi enterrado. Não há previsão do horário.

Ainda de acordo com familiares, Karina Garofalo era moradora do município e se separou do marido há quatro anos. Ela deixou dois filhos, de 13 e 18 anos. Os familiares informaram ainda que a advogada morava há pelo menos um ano na capital.

O corpo aguarda liberação no Instituto Médico Legal (IML) do Centro do Rio. A Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro continua investigando o caso.

Karina Garofalo foi morta na Barra da Tijuca, bairro da Zona Oeste do Rio (Foto: Reprodução/ Redes sociais)

Karina Garofalo foi morta na Barra da Tijuca, bairro da Zona Oeste do Rio (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

 

Polícia trata caso como execução

Karina Garofalo, de 44 anos — anteriormente haviam passado 53 anos —, atuava como corretora na capital e foi morta na quarta-feira (15) com quatro tiros, no braço e no rosto, enquanto caminhava por uma calçada com o filho de 13 anos, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.

Segundo agentes da Delegacia de Homicídios, o caso foi registrado como execução e não como latrocínio, pois nada foi roubado durante o crime.

Um vídeo gravado por câmeras de segurança mostra o momento em que um homem encapuzado atravessa a rua e dispara contra Karina, que cai na calçada. Ainda de acordo com a DH, ela foi atingida em frente ao condomínio Sunset. O filho da vítima não ficou ferido e nada foi levado durante a ação.

Testemunhas disseram que o atirador saiu de um carro – que ele próprio dirigia – e disparou várias vezes, fugindo em seguida no mesmo veículo – já encontrado pela polícia. De acordo com os relatos, a arma usada para o crime teria o recurso de silenciador, para suprimir o barulho dos disparos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.