Polícia pede prisão de acusado de matar homem no Dia dos Pais em São José dos Campos, SP

A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de São José pediu a prisão preventiva de dois acusados de participar do latrocínio (roubo seguido de assassinato) de um homem de 58 anos na zona sul da cidade durante o Dia dos Pais. A prisão preventiva foi decretada pelo judiciário e estão foragidos.

De acordo com a polícia, o inquérito concluiu que Alefe Rafael Santos de Souza, de 25 anos, teria sido o autor dos disparos que mataram José Rodrigues Neto. O homem foi reconhecido pelas vítimas. Segundo a investigação, seu comparsa, Bruno Rodrigues da Silva, de 43 anos, estava esperando Alefe dentro de um carro estacionado em uma rua próxima do local do crime.

A Polícia Civil foi capaz de identificar Bruno através de imagens da placa do carro, que, segundo o acusado, havia sido emprestado por uma amiga. Ele se apresentou à DIG e confessou que iria praticar roubos junto com seu amigo Alefe Rafael Santos Souza e declarou ficou sabendo que Alefe teria efetuado disparo contra a vítima somente na noite daquele dia, já que de onde estacionou o carro não era possível visualizar o local do roubo. Ele foi acusado de roubo, mas não foi responsabilizado pela morte da vítima.

O crime aconteceu no dia 12 de agosto, quando dois criminosos tentaram assaltar a mulher da vítima, no bairro Floradas de São José, quando José Rodrigues Neto tentou intervir para ajudar. Ele foi morto a tiros pela dupla.

Os bandidos levaram o carro da família, que foi abandonado horas depois em outro local. O socorro foi acionado, mas Neto já havia falecido quando os bombeiros chegaram ao local.

A DIG pede que informações sobre o paradeiro dos acusados sejam repassadas imediatamente pelo 181 ou por mensagem de Whataspp no 991392429.

 

Reportagem Thais Perez

Foto: DIG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.