Mulheres vão às ruas neste sábado em ato contra Bolsonaro em 4 cidades do Vale do Paraíba, SP

O ato nacional contra a candidatura e posicionamento político de Jair Bolsonaro (PSL), que ganhou força nas redes sociais, acontece neste sábado (29) em várias cidades do Brasil. Na região do Vale do Paraíba, a manifestação se concentra em São José dos Campos, Taubaté, Jacareí e Pindamonhangaba.

O grupo “Mulheres contra Bolsonaro” foi criado no Facebook em 30 de agosto para reunir adesões, no protesto contra o político, em São José. O grupo possui mais de 7 mil pessoas interessadas e 2 mil confirmações de presença.

O ato ganhou força também atravéz da hastag “Elenao”, que será utilizada como a palavra de ordem do protesto.

“O ato vai passar por todo o Brasil, são mais de 10 milhões de mulheres confirmadas nas redes sociais. Esse é um momento de marco não só na política. O objetivo é muito mais profundo, queremos combater essas ideias de ódio que estão se propagando principalmente contra as minorias, sendo as mulheres diretamente afetadas”, afirma a militante de 29 anos, Marina Sassi que está à frente do movimento na cidade joseense. 

Segundo ela, a passeata está marcada para as 9h e vai reunir as participantes na Praça Afonso Pena, no centro do município. De início serão feitas oficinas para produzir cartazes e manifestações artísticas. Logo após a preparação, a intenção é que a marcha comece por volta das 11h e ainda não há um roteiro de ruas por onde as mulheres passarão.

Jair Bolsonaro (PSL) é candidato à presidência da República com 27% de intenção de votos, segundo a pesquisa divulgada pelo CNI/Ibope na última quarta-feira (26). Entre as mulheres , a rejeição ao candidato chega a 43% na última pesquisa divulgada pelo Ibope em 20 de setembro, sendo que o eletorado feminino, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, corresponde a 52% , um total de mais de 77 milhões de mulheres. 

Foto: Antonio More/Gazeta do Povo

Reportagem Beatriz Plaça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.