Professora é agredida por mãe de aluna na porta de escola em Piraí, RJ

Uma professora foi agredida pela mãe de um dos seus alunos na porta de uma escola municipal em PiraÍ, RJ.

A agressão aconteceu na terça-feira (9) na Escola Municipal Luiz Marinho Vidal.

Segundo a diretora, Claudia Santos de Barros Fraz, a professora, que não quis gravar entrevista, chegava para trabalhar quando foi agredida pela mãe de uma aluna de 9 anos e estuda no 4º ano. Ela teria chamado a atenção da estudante no dia anterior, por causa de uma discussão com uma colega em sala de aula. O marido da mãe também se envolveu.

“A mãe ao visualizar a professora, já começou a gritar com ela e segurou, bateu, puxou muito o cabelo dela. Um dos funcionários que presenciou a situação, ao tentar separar a mãe da profissional, (…) o pai da criança segurou o profissional para que não o fizesse. Graças a Deus ele conseguiu segurar e a professora conseguiu sair da situação”, contou.

O Sindicato dos Professores repudiou a agressão. “Isso nos deixou muito tristes, porque nós somos totalmente contra a violência. O educador quer ensinar, quer mostrar o melhor caminho para o jovem. Não isso, não a violência”, afirmou a coordenadora geral do sindicato dos professores do município, Fernanda Tone de Souza.

Uma reunião realizada na quarta-feira (10) com direção da escola, o sindicato e a Secretaria Municipal de Educação decidiu que a menina vai continuar na escola. “Ter cautela e prudência. A gente tem o ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente] e vamos conversar com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente para que a gente não haja precipitadamente, sabendo que é uma criança, de 9 anos”, a secretária de Educação, Sandra Gomes Simões.

De acordo com amigos, a professora trabalha na escola há três anos e nunca tinha passado por nenhuma situação parecida. Depois desse episódio, apesar do amor pela profissão, ela confidenciou a amigos que ainda não sabe se vai voltar a dar aula. A professora recebeu mensagens de apoio em cartazes fixados na porta da escola.

“Você imagina, a gente é professora. Sai com várias coisas, bolsa, mochila, e ela tava com tudo isso na mão. Ela não pode nem se defender. Ela ficou chocada”, lamentou a professora, Sinuê Oliveira Rocha.

O caso foi registrado na 91ª Delegacia de Polícia. A produção do RJ2 entrou em contato com os pais da criança, mas não obteve retorno.

Pais e alunos fixaram cartazes na porta da escola em Piraí — Foto: Reprodução/TV Rio Sul

Pais e alunos fixaram cartazes na porta da escola em Piraí — Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.