Artesãos de São Lourenço, Aiuruoca e Cruzília, MG recebem Certificado de Qualidade Sustentável

Cidades – O Instituto Centro de Capacitação e Apoio ao Empreendedor (Centro CAPE,) com sede em Belo Horizonte, é uma organização sem fins lucrativos que visa dar suporte ao micro e pequeno empreendedor. Fundado, em 1991 como um departamento da Central Mãos de Minas, em 1994 tornou-se uma instituição independente.
Os projetos desenvolvidos pelo Centro CAPE abrangem as áreas de educação empreendedora, de treinamento e capacitação de empreendedores e profissionais das mais diversas áreas, por meio da metodologia Competência Econômica baseada na Formação de Empreendedores (CEFE), da qual é o difusor no Brasil.

Mantém um espaço específico para o apoio e fomento à economia criativa, onde realiza workshops exposições, oficinas, feiras, apresentações musicais e outros eventos, além de oferecer escritório compartilhado com infraestrutura completa, direcionado a estudantes, profissionais liberais e aos empreendedores iniciantes, entre outros públicos.

Um dos trabalhos de capacitação desenvolvidos em 2013 em várias cidades ao longo da Estrada Real foi o Projeto de Fortalecimento da Indústria Artesanal. Realizada em parceria com a FIEMG – Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais e o Instituto Estrada Real (IER) essa ação foi levada a 51 cidades de Minas Gerais e beneficiou, gratuitamente, cerca de 500 artesãos.

Aiuruoca, Cruzília e São Lourenço foram alguns dos municípios abrangidos pelo projeto e os artesãos que participaram das três fases receberam, no último dia 18, a Certificação de Qualidade Sustentável fornecida pelo IQS – Instituto de Qualidade Sustentável, um braço do Centro CAPE.

De Aiuruoca, foi certificada a artesã Magali Walderez Rodrigues, que recebeu a homenagem em Belo Horizonte. Em Cruzília, reuniram-se na Câmara Municipal as artesãs Inez Rita de Castro Silva, Maria Custódia Soares, Marisa Moreira Pinto Lima, Maria das Graças Maciel de Arantes, Maria Lucília da Silva Maciel e Marisa de Souza Maciel.

Os certificados e os troféus foram entregues pela gestora do CCAPE, Rita Jacome, que veio de BH especialmente para essa cerimônia. Também estiveram presentes o gestor da ACTUA, de Aiuruoca, Darnício Assis, que foi quem iniciou o trabalho de organização da produção artesanal na região e Maria da Glória Souza da Silveira, diretora de Turismo da ACTUA e incentivadora da produção de artesanato.

 

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.