O renascimento de informações no Século XXI

O Brasil passou por vários momentos marcantes no ano de 2018. Notícias que correram do Monte Caburaí em Roraima, ao Arroio Chuí no Rio Grande no Sul, passando pela nascente do rio Moa no Acre até a Ponte do Seixas na Paraíba. Podemos citar nesse bojo de informações, por exemplo, o caso do apartamento com mais de 50 milhões de reais em dinheiro; a intervenção federal no Estado do Rio de Janeiro; a Copa do Mundo; A venda ou não da Embraer para Boeing e até mesmo as eleições presidenciais no Brasil. Está última foi alvo de grandes notícias falsas, ou as famosas fake news.

Resultado de imagem para charge de fake news

Muito se fala sobre as fake news, mas pouco se sabe o que realmente é. Uma pesquisa realizada pela Associação dos Especialistas em Políticas Públicas de São Paulo (AEPPSP), usando como base sites disponibilizadas pela Universidade de São Paulo (USP) identificou oito características comuns em dez portais que se encaixam nos atributos de fake news.  

Dentre essas propriedades, algumas merecem destaque nesse artigo, tais como: não possuir identificação dos seus administradores, corpo editorial ou jornalistas; as notícias não são assinadas; notícias que são publicadas a cada pouco minutos ou horas; Os sites que transmitem as informações são parecidos com sites jornalísticos ou blogs autorais bastante difundidos; além de conter muitas propagandas, o que significa que a cada visualização o dono do site recebe alguns centavos.

O mapeamento ainda ressalta que todos os 10 sites estudados, possuem páginas próprias no Facebook.

O boom de notícias falsas espalhadas pela rede foi nas eleições deste ano. Diferentemente das eleições passadas a de 2018 caracterizou-se pela entrada da campanha eleitoral paga na internet.

Mudanças atreladas às limitações do horário eleitoral colocaram a internet em amplo campo de batalhas para ganhar o eleitorado, não importando se o assunto é verdadeiro ou falso, mas apenas o marketing eleitoral. De acordo com o Facebook, o Brasil aparece em terceiro lugar no ranking mundial de usuários com contas ativas, 130 milhões, além de conter mais de 120 milhões de usuários no aplicativo WhatsApp.

Indicadores que estão associados ao grande número de brasileiros com acesso a internet. De acordo com o Instituo Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2016 para 2017 a porcentagem da população brasileira com mais de 10 anos tendo acesso ao meio digital passou de 64,7% para aproximadamente 70%, ou seja, 181 milhões de brasileiros.

Entretanto, quem imaginou que a rede poderia ser vista como um lugar para o debate aberto, livre e espontâneo. Onde qualquer pessoa poderia divulgar a realidade e ampliar não só as informações, mas também o debate político para todos os interessados se enganou.

A internet se polarizou em pátria verde amarela versus comunistas.  Empresários brasileiros teriam gasto algumas centenas de reais para disparar notícias falsas sobre um candidato, conforme a reportagem da Folha de São Paulo, este montante chegou à casa dos 12 milhões de reais, bancados por empresários próximos ao então presidente Jair Bolsonaro.

E a rede que mais sofreu com esse tipo de disseminação foi o WhatsApp. Estudos realizados pela USP, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Agência Lupa em mais de 340 grupos no aplicativo, encontrou dentre as imagens mais compartilhadas apenas 8% de caráter verdadeiro.

Percebe-se aqui, que além de prejudicar o contanto com a diversidade dos pensamentos e privilegiar algumas pessoas somente a disseminação de fake news é um atraso para o mundo em que vivemos. Todos estão conectados 24 horas por dias, seja pelo computador, celular, tablet ou rádio do carro.

O mundo é informação. Acredita-se que um homem na Idade Média tinha como conhecimento, em toda sua vida, uma edição diária do jornal New York Time.

Hoje muitas vezes o número de informações que lemos pela tela do celular ultrapassa a estimativa dos servos do senhor feudal. Sherlock Holmes entendia que a nossa mente não é um espaço infinito, mas finito, e que para guardar uma informação precisamos jogar fora outra.

Por isso, informações erradas, equivocadas e mudadas apenas para satisfazer o ponto de vista nosso ou de alguém é prejudicial para todos.

O mundo do século XXI caminha para informações por segundos, todavia essas informações precisam sem de qualidade, não por quantidade. Ser de confiança, não por ódio, mas sim por informação e necessidade de contribuir com o próximo.

Temos que deixar as ideias da Idade Média para trás, em que reter informações ficava com poucas pessoas e entrarmos na era do Renascimento de informações.

Época que as inovações surgem e o conhecimento é disseminando a todos que tenham interesse.  

talo Mantovani –  Graduado pela USP, no curso de Gestão de Políticas Públicas.Mestrando em Gestão e Desenvolvimento Regional, Professor no Cursinho da USP/EACH em São Paulo, na matéria de História do Brasil.  

9 comentários em “O renascimento de informações no Século XXI

  • 12 de junho de 2019 em 12:46
    Permalink

    I just want to tell you that I am very new to blogging and actually loved you’re page. Almost certainly I’m likely to bookmark your blog . You absolutely have remarkable articles and reviews. Kudos for sharing your webpage.

  • 5 de julho de 2019 em 15:17
    Permalink

    There are actually plenty of details like that to take into consideration. That is a nice point to deliver up. I supply the thoughts above as normal inspiration but clearly there are questions just like the one you convey up the place crucial factor shall be working in trustworthy good faith. I don?t know if greatest practices have emerged round issues like that, but I am sure that your job is clearly identified as a fair game. Each boys and girls feel the affect of only a moment’s pleasure, for the remainder of their lives.

  • 11 de julho de 2019 em 02:20
    Permalink

    I just need to inform you that I am new to blogging and thoroughly liked your review. More than likely I am likely to remember your blog post . You indeed have lovely article information. Truly Appreciate it for share-out with us the best internet site article

  • 11 de julho de 2019 em 22:09
    Permalink

    It is actually near not possible to find well-qualified people on this area, nonetheless you come across as like you realize what you’re revealing! Gratitude

  • 15 de agosto de 2019 em 11:47
    Permalink

    I just want to mention I’m new to blogging and site-building and honestly loved this blog. Likely I’m want to bookmark your site . You actually come with superb well written articles. Thank you for revealing your web-site.

  • 23 de agosto de 2019 em 00:28
    Permalink

    This makes me think of the other page here I was seeing

  • 12 de setembro de 2019 em 19:59
    Permalink

    An array of wild hair caution equipment in hair apply, tweezers, hydrogen stick reviews frizzy hair scissors, frizzy hair sawing scissors, sheers, specialist sheers, frizzy hair sheers, frizzy hair hair comb, bobby pin, head piece, eyelash curler, hair hair brush, plus shower limitation accessories can be purchased.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.