Operação da Polícia Civil em Três Rios tem como alvo ex-presidente do Detran-RJ

O principal alvo da Operação Barão de Entre-Rios, realizada na manhã desta quarta-feira, 30, pela Polícia Civil do RJ é Vinicius Farah (MDB), ex-presidente do Detran e deputado federal eleito, preso na Operação Furna da Onça, em novembro, mas solto. Policiais cumprem 18 mandados de busca e apreensão nas cidades do Rio e de Três Rios, em uma investigação de enriquecimento ilícito.

São cumpridos ainda 10 mandados de bloqueios de contas bancárias. Os investigados são Leonardo Jacob, que sucedeu a Farah na presidência do departamento; Fernanda Curdi, que chegou a presidir o órgão; Celso Jacob Filho, secretário de Turismo de Três Rios; Sonia Farah; Eunice Farah e Leonardo Rezende.

No início desta manhã policiais já havia apreendido diversos documentos em um dos endereços ligados a Leonardo Jacob no Leblon, Zona Sul do Rio. Em Três Rios, agentes precisaram arrombar a porta da garagem de uma das casas.

Segundo a Polícia Civil, Farah é proprietário de diversas empresas, inclusive de fast food, sendo algumas delas comandadas por “laranjas” (familiares e seu procurador).

Celso Jacob Filho, que é secretário de Esporte e Lazer de Três Rios, seria sócio da boate Zoox Club junto com Leonardo Jacob. O negócio também seria usado para lavagem de dinheiro.

Já Fernanda Pereira Curdi foi chefe do setor de Licitação da Prefeitura de Três Rios de 2004 a 2016 e posteriormente chefe do setor de compras do Detran-RJ, chegando a assumir a Presidência do órgão. Ela é apontada pela Polícia Civil como encarregada de manipular o processo licitatório para que as empresas comprometidas com o esquema vencessem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.