Prefeitura de São Lourenço, MG promoveu coletiva de imprensa para tratar sobre alguns assuntos relevantes para o município

A Prefeitura de São Lourenço realizou uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira (18/07) para tratar sobre alguns assuntos relevantes para o município. A

ntes do início das perguntas da imprensa, o Secretário de Infraestrutura Urbana, Valter Lúcio; a Coordenadora de Serviços Urbanos do SAAE, Patrícia Baltar; o Diretor Presidente do SAAE, Gustavo Ribeiro e a Prefeita Municipal, Célia Cavalcanti realizaram um pronunciamento para os jornalistas.

O Secretário de Infraestrutura falou sobre a importância do projeto de lei enviado à Câmara de Vereadores para que fosse aprovado um empréstimo no BDMG para a realização de diversas obras como: Pavimentação de Ruas, montagem de infraestrutura e instalação de drenagem urbana de águas pluviais, contenção de encosta, iluminação pública na Via Ramon e Praça do Aeroporto, revitalização da Praça do Carioca, construção de gabião no Cemitério Municipal, compra de caminhão para Secretaria de Infraestrutura Urbana, compra de ônibus para a Secretaria de Esportes, abrigo e fechamento para as charretes, cobertura para o forró da Praça, guarda corpo para a ponte da Federal. O Secretário ressaltou a importância da aprovação dos vereadores até o final do mês para que estas obras aconteçam na cidade, mas que infelizmente ainda não obteve retorno positivo dos vereadores.

Já a Coordenadora de Serviços Urbanos, explicou sobre a implantação da Coleta Seletiva no município e a importância da população aderir à separação dos resíduos seco e úmido. O Presidente do SAAE enfatizou a questão da Coleta Seletiva, mas seu assunto principal foi o encerramento das duas Comissões Parlamentar de Inquérito (CPI) pela Câmara de Vereadores. Ele ressaltou que sempre esteve tranquilo quanto às investigações dos vereadores sobre a CPI que apurou o repasse dos pagamentos aos funcionários através do Sindicato, visto que a Autarquia agiu conforme a lei, em prol dos funcionários. “E no que diz respeito à CPI da Estação de Tratamento de Esgoto, que investigou o prejuízo de R$700 mil reais aos cofres públicos da gestão passada, foi encerrada com a afirmativa de que os membros entenderam que o caso já está sendo averiguado pelo Ministério Público, não havendo necessidade de investigação do Poder Legislativo em paralelo. Vamos aguardar esta coerência dos membros também no caso da Comissão Processante contra a Prefeita”, completou.

E finalmente a Prefeita Célia Cavalcanti se pronunciou a respeito da Comissão Processante instaurada pela Câmara, dizendo que está muito tranquila em relação às investigações, visto que sempre agiu dentro da legalidade. Ela afirmou ainda que acredita que toda oposição política deve existir, mas sempre de forma sadia e coerente, sem perseguições. “Não entendo o fato de se abrir uma Comissão Processante para investigar algo que já está na justiça para ser resolvido. Poderia ter aberto uma CPI para apurar os fatos, como o próprio vereador da oposição Rodrigo disse no dia da votação. Se caso eu for afastada novamente do governo, infelizmente quem perde é o município. Os nossos projetos, obras, e todo trabalho que nossa equipe está realizando pela população será interrompido novamente. Assim como aconteceu quando fiquei 5 meses afastada, e todos os trabalhos foram paralisados. Temos apenas 1 ano e meio de mandato e muita coisa ainda para realizar”, completou.

Participaram da coletiva os veículos de comunicação da cidade e região, com seus representantes, bem como os Secretários Municipais, Advocacia Geral e Diretoria do SAAE.

Fonte: Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.