Após 11 dias internada, morre mulher agredida com panela de pressão e garrafas em Barra Mansa, RJ

Após 11 dias internada, morreu na noite de quarta-feira (31), a mulher que foi agredida com panela de pressão e garrafas quebradas em Barra Mansa, no Sul do Rio de Janeiro. A vítima, Vanessa Sabino, de 30 anos, teve traumatismo craniano e estava em estado grave no Centro de Terapia Intensiva da Santa Casa, desde o dia 20 de julho deste ano.

Na manhã desta quinta, a unidade médica confirmou que a vítima teve morte cerebral. De acordo com familiares, o corpo deve ser liberado na manhã desta quinta. Até a publicação desta reportagem, não havia informação sobre o sepultamento.

A vítima deixou cinco filhos. Ela e o homem moravam juntos, pois a vítima não tinha família no município e não trabalhava. Eles estavam em processo de divórcio.

A polícia procura pelo suspeito, ex-companheiro da mulher, que teve a prisão cautelar deferida pela Justiça. Ele tem 32 anos e foi identificado como Moises Augusto Dias de Oliveira. O crime foi registrado na delegacia de Barra Mansa.

Quem tiver qualquer informação sobre a localização do suspeito, pode entrar em contato com a polícia pelo telefone 197. O anonimato é garantido.

polícia procura por ex-companheiro da mulher, que teve a prisão cautelar deferida pela Justiça — Foto: Divulgação/Polícia Civil

polícia procura por ex-companheiro da mulher, que teve a prisão cautelar deferida pela Justiça — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Vítima teve rosto desfigurado

O crime aconteceu na Rua Coliseu, no bairro Goiabal. Segundo a Polícia Militar informou na época, o suspeito também agrediu a enteada, de 14 anos. Em depoimento, ela informou aos agentes que as duas foram “brutalmente agredidas”.

A PM foi até a residência onde o crime aconteceu e apreendeu uma panela de pressão e garrafas de vidro quebradas, que teriam sido utilizadas na agressão. Na residência, havia muito sangue e a casa estava revirada.

Casa onde as vítimas foram agredidas — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Casa onde as vítimas foram agredidas — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

‘Estava sendo muito humilhada’, diz amiga

“Ela não aguentava mais morar na mesma casa que ele, estava sendo muito humilhada.” O relato é da amiga da vítima.

Vanessa Sabino morreu após ficar 11 dias internada em Barra Mansa — Foto: Divulgação

Ainda segundo a amiga — que teve a identidade preservada — a vítima e o suspeito não estavam mais juntos. “Ela estava com olho roxo, pernas roxas, inchadas e vermelhas. Essa semana, antes de acontecer isso, ela falou que tinha que sair de lá. Eles já estavam separados e todo mundo sabia disso. Só que estavam morando na mesma casa’’, explicou.