Laudos apontam que solo combinado com fluxo de veículos causaram rachaduras em residências em São Lourenço, MG

Laudos da análise geofísica e o parecer técnico da Defesa Civil de São Lourenço (MG) apontaram que o solo argiloso e poroso combinado com o fluxo de veículos pesados, além da captação de água podem ser responsáveis pelas rachaduras e inclinação de imóveis na Rua XV de Novembro.

Em julho, parte da rua foi interditada pela Defesa Civil por causa de riscos de desabamentos.

Os moradores tiveram que deixar cinco casas. A situação, que se arrasta há anos, piorou em maio deste ano.

No dia 29 de maio deste ano, os técnicos do SAAE e geólogos foram até a rua e fizeram um estudo do local para descobrir o que de fato causou esse problema na rua, além das rachaduras e desníveis nos imóveis. Foram usados eletrodos que evitam a necessidade de escavações na rua e mais prejuízo.

O problema em São Lourenço não é novo e já vinha se agravando em casas e lojas da área central, com pisos afundando e rachaduras por toda parte. Na época, a Defesa Civil fez um relatório apontando danos estruturais mais graves e entregou o documento ao Ministério Público.

Bombeiros, Defesa Civil e Saae tentam identificar causas de rachaduras em São Lourenço (MG) — Foto: Reprodução/EPTV

Bombeiros, Defesa Civil e Saae tentam identificar causas de rachaduras em São Lourenço (MG) — Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.