Ex-secretário de Saúde de Barra Mansa é levado à Polícia Federal para depor

Política – O ex-secretário de Saúde de Barra Mansa, Jonathan Aguiar, irmão do prefeito afastado temporariamente Jonas Marins, foi alvo de condução coercitiva na manhã desta quarta-feira (13). Ele foi levado à Delegacia da Polícia Federal de Volta Redonda, que fica no Aterrado, onde prestou depoimento.

Ele está sendo acusado de envolvimento num suposto esquema de fraude na compra de seringas e insulina, enquanto esteve à frente da secretaria.

A ação foi feita junto com o Ministério Público e cumpriu mandados de busca e apreensão em Barra Mansa, Duque de Caxias e Petrópolis. Os mandados foram cumpridos em residências (incluindo a do ex-secretário) e em uma empresa.

O delegado titular da Delegacia da Polícia Federal disse que está sendo apurada possível ocorrência de fraude em licitação realizada pela Prefeitura de Barra Mansa para a aquisição de seringas de insulina, com utilização de verba do SUS, envolvendo, em tese, Jonathan Marins Aguiar.

Ele exercia cumulativamente Secretário de Administração, Presidente do Fundo Municipal de Saúde e Presidente da Comissão Especial de Licitação da Prefeitura de Barra Mansa/RJ, e que se encontra afastado judicialmente de suas funções.

Gechele disse que o ex-secretário prestou declarações na DPF, em Volta Redonda, sendo que a investigação irá prosseguir, bem como serão realizadas perícias e análises dos materiais apreendidos nos locais das buscas.

Os envolvidos poderão responder pelos crimes de fraude a licitação, estelionato, associação criminosa, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, entre outros.

De acordo com o prefeito afastado Jonas Marins, Jonathan conversará com seus advogados e depois disso fará declarações a respeito da condução coercitiva.

Fotos: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.