Mais de mil idosos já foram vacinados contra a gripe em Quatis, RJ


Foto: Divulgação

QA Secretaria Municipal de Saúde divulgou na manhã desta quinta-feira (02), um balanço sobre a vacinação contra a gripe, que está sendo aplicada em idosos e profissionais de saúde. Segundo a secretaria, já foram imunizados 1.232 idosos, o que representa 82,30%, de uma população total de 1.497.

Com relação a este público, o município vem seguindo a recomendação da Secretaria de Estado de Saúde e realizando a vacinação por faixa etária. O primeiro grupo a ser vacinado foram as pessoas a partir dos 80 anos. Até esta sexta-feira, dia 03, a equipe de imunização aplicará as doses nos idosos com idade entre 70 e 79 anos.

Na segunda-feira, dia 06, começa a vacinação das pessoas entre 60 e 69 anos. A aplicação da dose vai até o dia 14. No dia 15 de abril, a equipe de imunização voltará a vacinar todos os idosos acima de 60 anos que ainda não tenham sido atendidos.

A Secretária de Saúde, Cleonice Ramos, lembra que para evitar que as pessoas com mais de 60 anos saiam de casa em virtude da situação do novo coronavírus, a equipe de imunização está realizando atendimento domiciliar. O agendamento pode ser feito pelos telefones: 3353-2624 e o 3353-6220.

– Todos os idosos serão vacinados. Mesmo aqueles cuja a faixa etária já tenha passado. Por isso que pedimos que façam o agendamento pelo telefone para que a equipe de imunização vá até a residência – explicou a secretária.

Na Saúde, a população total a ser vacinada no município é de 285 profissionais. Até o momento, 136 (47,72%) pessoas foram imunizadas. No caso desses profissionais, a vacinação está acontecendo todos os dias na Casa da Criança, exceto às terças-feiras.

Próximas fases

A segunda fase começa no dia 16 de abril com a imunização de professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas e outras condições especiais.

No dia 09 de maio, será a vez de serem vacinados as crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas (até 45 dias depois do parto), indígenas, adolescentes e jovens do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos de idade.