Vale alimentação dos servidores de Volta Redonda, RJ não será mais cortado

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, afirmou na tarde deste sábado (04), que o vale alimentação dos servidores não será mais cortado. Na sexta-feira (03), a prefeitura anunciou o corte, mas a repercussão negativa do anúncio fez com que Samuca mudasse de ideia.

– O corte geraria uma economia de R$ 6 milhões. Vamos cortar em outros setores – comentou o prefeito, acrescentando que será inevitável o parcelamento do salário.

Samuca alegou que o objetivo das ações é salvar vidas. O corte de despesas passará por uma reforma administrativa que propõe a redução de 29 órgãos municipais para até 16, e ainda reduzirá até 600 cargos comissionado e funções gradativas. Ele comentou sobre os 200 funcionários administrativos que foram contratados por RPA da Secretaria Municipal de Saúde. Eles não atuam diretamente no combate à Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, e serão dispensados. Há estudo para redução de 10% dos empregados regidos pelo regime CLT.