Disputa pela Prefeitura de Ubatuba, SP é destaque regional com 12 concorrentes

Apenas duas candidaturas ainda não estão realizaram suas convenções; Sato aposta em coligação com seis partidos para seguir no cargo e enfrenta pluralidade entre oponentes

Contando com 72.678 eleitores, Ubatuba deve ter 12 candidatos concorrendo nas urnas ao cargo de prefeito em 15 de novembro. São cinco nomes a mais do que a última disputa eleitoral, em 2016, quando Délcio Sato (PSD) foi eleito. Desta vez, ele terá como parceira de campanha uma profissional ligada ao setor de maior foco em 2020, a saúde.

Tentando se manter no comando do Executivo, Sato oficializou durante convenção partidária no último dia 5 a escolha da médica Dilei de Brito (PV) como sua vice. Eles participaram da convenção da coligação ‘Ubatuba Seguindo Em Frente’, formada pelos partidos Cidadania, Podemos, PP, PSD, PV e Republicanos. A aliança partidária conta com 93 candidatos a vereadores.

Eleito em 2016 com 14.243 votos, 36,41% do eleitorado, Sato terá em sua chapa a companhia da médica que, que até março esteve à frente da secretaria de Saúde de Ubatuba e foi vice-prefeita do município entre 1993 e 1996. No pleito anterior, o atual prefeito teve como vice Jurandir de Oliveira, o Pelé, que faleceu em 10 de março de 2019 vítima de infarto.

Além da candidatura de Sato, já foram oficializadas outras nove candidaturas, como a do advogado Claudinei Salgado (PSC), 54 anos e do administrador público, Leonardo Cipolli (PRTB), 45 anos.

Primeira vez concorrendo a um cargo eletivo, Salgado, que já foi secretário de Cidadania e Desenvolvimento Social de Ubatuba entre 2007 e 2012, tem como vice na chapa Cleiton Moralino (DC). Sacramentada no último dia 6, a coligação “Regulariza Ubatuba” contará apenas com os partidos da dupla.

Já Cipolli, que concorreu a vereador em Guaratinguetá em 2008, terá “chapa pura” (sem coligação), tendo como vice seu colega de partido Laenio dos Santos.

No sábado, outros três prefeituráveis participaram de convenções. Também sem coligações, o jornalista, empresário e professor universitário, Ednelson Prado (REDE), 47 anos confirmou Acácio Rodrigues Júnior, o Juninho, como vice.

No mesmo dia em que Ednelson Prado confirmou a chapa, o enfermeiro padrão e gestor de Saúde, Alex Waltersdorf, o Alex da Saúde (PSL), realizou sua convenção que o colocou pela primeira vez na corrida eleitoral. Mas até o fechamento desta matéria, o candidato, que está aliado ao PTC, ainda não havia divulgado o nome do vice. A reportagem do Jornal Atos tentou contato com Alex da Saúde e sua equipe, mas não encontrou o candidato.

Empresário do ramo do transporte, o pré-candidato, Gilson Rocha (SD), 46 anos, anunciou seu vice durante a convenção no fim da tarde do último sábado (12). Com o histórico de já ter concorrido a vereador em pleitos anteriores, Rocha contará com “chapa pura”, ao lado de Sargento Décio Amorim.

Ainda no sábado, a confirmação da candidatura de Flávia Paschoal (PL). Pedagoga e pós-graduada em língua portuguesa e literatura, gestão escolar, gestão em políticas públicas e direito educacional, ela terá como candidato a vice-prefeito, o presidente da Associação Comercial, Márcio Gonçalves Maciel, o Marcinho. Eleita vereadora em 2012 e candidata a prefeita em 2016, quando obteve 6.563 votos, Flávia é a única mulher da corrida eleitoral ubatubense.

Único candidato que já foi chefe do Executivo em Ubatuba, entre 2013 e 2016, o dentista Maurício Moromizato (PT), 55 anos, desta vez não contará com coligação. Ele terá como vice Domingos dos Santos (PT), parceria confirmada neste domingo.

Com a experiência de ter concorrido a prefeito em 1992, o engenheiro civil e pré-candidato, Pedro Vieira, o Pedrão da Guivale (PMN), 69 anos, disputa o cargo ao lado de João Paulo Rolim (PMN). Coligada com o PDT, a chapa será oficializada nesta segunda-feira (14).

Também com “chapa pura”, o pré-candidato e empresário, Anderson Tato (PTB), 54 anos, tem como vice nas urnas o médico José Paschoal (PTB). A oficialização da candidatura do comerciante, que já concorreu aos cargos de prefeito, vice e vereador, está marcada para esta segunda-feira (14).

Outras três candidaturas ainda não foram oficializadas. Pré-candidato mais jovem ao Executivo, o empresário, Gady Gonzalez (PATRIOTA), 33 anos, não contará com alianças partidárias, tendo ao seu lado como vice Vinicius Vasconcellos (PATRIOTA). Candidato a vereador em 2016, ficando em 15° colocado, Gonzalez participará da convenção na próxima terça-feira (15).

Já o ex-chefe de Gabinete da gestão de Sato, e pré-candidato pelo PROS, Ronaldo Dias, o Nuno, 42 anos, revelará seu vice e sua coligação na convenção da próxima quarta-feira (16).

De acordo com o TSE, os pré-candidatos obrigatoriamente devem realizar suas convenções até a próxima quarta-feira (16).

Por Lucas Barbosa – Jornal Atos