Prefeito de Itajubá, MG tem controle sobre a maioria dos partidos políticos da cidade

Prefeito tem controle sobre a maioria dos partidos políticos da cidade

 

Marco Antonio Gonçalves – Itajubá: A maioria dos partidos está sob controle do prefeito Rodrigo Riera e de seus aliados.  Entre os maiores partidos apenas o PT, o PTB, PSB e o PSD não estão debaixo das asas do prefeito de Itajubá.

Analisando das do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), é possível perceber que dos 15 maiores partidos, 11 estão sob influência do prefeito.  Essa comprovação se dá através de seus presidentes ou membros, sempre ligados à prefeitura ou ao prefeito pessoalmente.  Esses dados do TSE são de outubro e podem ter sofrido alguma alteração.

O PMDB, partido do prefeito e controlado há anos por sua família, é totalmente dominado pelo clã Riera. Sebastião, pai do prefeito, é o presidente do diretório municipal do partido e existem vários membros da família Riera entre os filiados ao partido na cidade.

Mas o PMDB é um exemplo óbvio. Outro exemplo é o DEM (Democratas) que está sob o comando de Solano Pierini Loureiro, Secretário de Comunicação, e um dos aliados mais próximos de Rodrigo na prefeitura. Entre os cinco inscritos no TSE do partido em Itajubá, quatro têm ligação com o atual governo. Além de Solano, outros dois do DEM são comissionados da prefeitura, Bruno Carli e Patrick Cesário; outro é primo do prefeito Luiz Antonio Riera Salomon.

Além do DEM e do PMDB, outros nove partidos são comandados por aliados do prefeito Rodrigo Riera e tem integrantes em cargos dogoverno. O PV é comandado por Ricardo Zambrana, secretário de Saúde. Já o vereador Robson Vaz é o presidente do PPS. O PR, que tem como seu maior nome, o vereador

Ricardo Mello, é comandado pelo vice-prefeito Christian Gonçalves.

O PP, que tem entre seus quadros, o presidente da Câmara Antonio Santi, é comandado por Rogério Vilela, aliado de Rodrigo Riera. Já o PRB, que é conhecido por ser um partido ligado à Igreja Universal, em Itajubá é ligado ao Hospital Escola, já que é comandado pelo médico Rodolfo Cardoso e tem como membro o diretor do hospital Fábio Montanari.

O PSDB, que até pouco tempo atrás era comandado por Chico Marques, agora é comandado pelo vereador Joel da Guadalupe e também faz parte oficialmente do governo. Wilson Marins também é do partido e tem adotado uma postura contrária ao governo Riera.

Único partido nanico que tem um vereador em Itajubá é o PSL, comandado por Rui Martins. Já o Solidariedade é comandado pelo Secretário Rodrigo Melo, da Secretaria de Ciência e Tecnologia.

O Partido Novo, recém-criado e no qual se filiou a ex-vereadora Leandra Machado, desponta para fazer oposição a Rodrigo Riera na eleição deste ano, mas tem entre seus membros funcionário comissionados da prefeitura.

Mesada

Uma prática comum em prefeituras e governos pelo Brasil é uma mesada que os comissionados dão a seus partidos. Um membro de um partido que atua como comissionado deve dar uma porcentagem de seu salário a seu partido, é o que determina vários partidos em vários locai do Brasil.

Isso é uma determinação partidária.

Não se sabe se em Itajubá, os comissionados são obrigados a dar uma parte do seu s salários ao partido em que é filiado.

Oposição

Por enquanto, a oposição é formada por quatro partidos maiores e alguns poucos pequenos. O PT, o PSB, o PSD e o PTB são os maiores partidos dessa oposição graças aos nomes que tem em seus quadros.

O PT é liderado na cidade por Chico Régis, mas tem como nomes fortes o ex-vereador Paulino Abranches e o Deputado Estadual Ulysses Gomes. Já o PSB é comandado por José Luiz Augusto. O PSD é a nova sigla do ex-prefeito Chico Marques e o PTB é o partido do ex-prefeito Jorge Mouallem.

Segundo informações obtidas pela reportagem, há a possibilidade de esses partidos se unirem na eleição para formar uma única chapa para concorrer a eleição. Há a ideia entre seus componentes que uma eleição com menos candidatos é mais difícil para a reeleição de Rodrigo Riera. O próprio prefeito parece perceber isso e já se movimentou. O primeiro passo foi uma possível candidatura de Ricardo Zambrana ser especulada. Zambrana sairia com o apoio de Riera para dividir os votos e tirar votos da chapa contrária.

Alguns partidos considerados medianos como Pros, PSOL e Rede não tem diretórios na cidade, segundo o site do TSE.

 

 

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.