Justiça afasta Edno Félix prefeito de Potim, SP do cargo por suspeita de corrupção

operacao_fhvb8mk

Cidades – A Justiça afastou o prefeito de Potim do cargo nesta sexta-feira (16). Edno Félix (PSD) é investigado por supostas irregularidades na compra de remédios e na execução de obras.

A medida cautelar foi tomada pela Justiça para evitar que possíveis crimes sejam cometidos durante a investigação. Cabe recurso.

Além do afastamento, a Prefeitura de Potim foi alvo de uma operação da Polícia Civil, do Ministério Público e do Tribunal de Contas do Estado (TCE) na tarde desta sexta-feira.

Os promotores e policiais cumpriram seis mandados de busca e apreensão. Entre os locais vistoriados estão a prefeitura e a casa do prefeito.

O MP começou a investigar a prefeitura depois que o Tribunal de Contas do Estado apontou irregularidades em gastos públicos da prefeitura. O TCE constatou desvios nas verbas destinadas a obras do poder público.

Com o afastamento, André Luiz Bertulino (DEM), vice-prefeito e presidente da Câmara, assume a prefeitura. O afastamento não impede que Edno Félix continue concorrendo à reeleição.

Bertulino foi procurado, mas informou que como não havia sido notificado da decisão, não iria comentar. Edno Félix não foi localizado para comentar a decisão.

Tribunal de Contas do Estado
Um relatório do TCE identificou problemas com o fornecimento de medicamentos. Em 2015, a prefeitura gastou R$ 207 mil em medicamentos utilizados para controle de hipertensão, que segundo o tribunal, não teria entrado no depósito da prefeitura.

Ao menos outras cinco empresas são apontadas como suspeitas de terem recebido dinheiro sem entregar os produtos ou de forma parcial. Somente com essas empresas, o TCE comprovou um dano de aproximadamente R$ 300 mil aos cofres públicos.

Também há suspeitas quanto à existência de funcionários fantasmas e distribuição de notas frias. Durante a fiscalização, iniciada em janeiro de 2016, também foram encontrados indícios de obras abandonadas e mau uso do dinheiro nelas investidas.

Ao todo, foi feito um investimento de R$ 2,8 milhões em construções de unidade de saúde, creche, escola, entre outras obras, que estavam abandonadas. Esta parte, por envolver verba federal, foi encaminhada ao Tribunal de Contas da União.

Terceiro prefeito no mandato
André Bertulini será o terceiro prefeito de Potim desde as eleições municipais de 2012. Benito Thomaz foi eleito, mas afastado por improbidade administrativa pela Justiça em julho de 2014. Edno Félix, vice de Thomaz, foi eleito e assumiu o cargo em definitivo em agosto do mesmo ano, quando o prefeito afastado foi assassinado.

Fotos: Divulgação