Polícia acredita que jovens mortas no domingo em Angra foram executadas

Polícia – A Polícia Civil informou no início da manhã desta segunda-feira (17) que acredita que a adolescente e a jovem assassinadas em Angra dos Reis, RJ, foram vítimas de uma execução.

De acordo com o delegado adjunto da 166ª DP, Marcio Teixeira de Melo, outra possibilidade é a de crime passional. “Nós estamos trabalhando com a linha de investigação de execução. Nada de valor foi levado. As vítimas estavam com celular, dinheiro e uma delas estava com a bolsa. Elas eram amigas há pouco tempo e não descartamos também a possibilidade de um crime passional”, disse o delegado.
As vítimas foram identificadas como Tatilaine Santos de Souza, de 19 anos, e Emilly Mendes Firmo, de 14 anos. De acordo com o Instituto Médico Legal (IML), os corpos foram liberados ainda na tarde de domingo (16). Até a publicação desta reportagem, nenhum suspeito havia sido preso.

O crime
As duas garotas foram assassinadas a tiros na manhã de domingo (16). De acordo com a Polícia Militar (PM), o crime aconteceu na entrada do condomínio Praia do Moleque, no bairro Gamboa.

O caso foi registrado na 166ª Delegacia de Polícia (Angra dos Reis) e está sendo investigado.

Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.