Mortes na queda de ônibus em João Monlevade, MG chegam a 19

Mais uma vítima do acidente em que um ônibus caiu de um viaduto, em João Monlevade, na Região Central de Minas Gerais, morreu na noite deste sábado (5). Com isso, subiu para 19 o número de óbitos no desastre.

De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital Margarida, a morte é de Maria Luiza de Oliveira, de 56 anos, que estava internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI).

Na manhã deste domingo (6), o corpo dela estava sendo levado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Belo Horizonte.

Uma outra vítima recebeu alta e oito permanecem internadas em João Monlevade.

Outras três pessoas continuavam no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, de acordo com o último boletim médico, divulgado na noite de sábado pela instituição de saúde.

Familiares de feridos em busca de informações podem procurar a Polícia Civil pelo telefone (31) 3851-2411.

Ônibus que caiu em João Monlevade (MIG) vinha de Alagoas, com destino a São Paulo. Polícia Civil busca esclarecer as causas do acidente — Foto: Corpo de Bombeiros de MG/Divulgação via AFP
Foto: Corpo de Bombeiros de MG/Divulgação via AFP

Identificação dos mortos

A Polícia Civil informou na noite deste sábado que 13 vítimas que morreram foram identificadas. Os corpos serão liberados quando a identificação for finalizada.

A polícia esclareceu que acionou mais servidores para o trabalho, mas que essa é uma parte mais difícil de ser feita por causa da quantidade de vítimas.

Traslado dos corpos

O governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), anunciou neste sábado (5) nas redes sociais, que uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) fará o traslado dos corpos das vítimas. A polícia afirmou que os corpos serão encaminhados para onde a família desejar.

A Polícia Civil disse, no fim da tarde deste sábado (5), que tenta identificar o motorista que pulou do ônibus que caiu de viaduto na BR-381.

A corporação disse que ele ainda não pode ser considerado foragido, porque não tem mandado de prisão contra ele, e que a identificação está sendo feita com a ajuda de testemunhas.

A polícia ainda afirmou que o veículo tinha outro condutor e que ele morreu no acidente.

Acidente de ônibus em João Monlevade — Foto: Reprodução/TV Globo
Foto: Reprodução

Investigação

A Polícia Civil ouviu oito pessoas que estavam no ônibus para dar sequência às investigações das causas do acidente. Segundo a corporação, as vítimas foram ouvidas no Albergue Municipal, para onde foram levadas após atendimento médico.

De acordo com o último balanço disponibilizado pela polícia, 46 pessoas se envolveram no acidente.

Lista de mortos no acidente

  1. Caio Lucas Santos
  2. Cícero Jeferson Andrade da Silva
  3. Cícero Oliveira Lima
  4. Clemilton Santos Nascimento
  5. Denise Maria do Nascimento
  6. Elias Vieira Batalha
  7. Joelson Queiroz dos Santos
  8. José Ricardo da Silva
  9. José Roberto Santos da Silva
  10. Lázaro Santos Barbosa
  11. Manoel José da Silva
  12. Marcondes Teixeira lima
  13. Maria Luiza de Oliveira
  14. Maria Silma da Silva Batalha

Cinco mortos ainda não haviam sido identificados.

Ônibus cai de viaduto em João Monlevade — Foto: Redes sociais
Foto: Redes sociais

Transporte irregular

Somente em 2019, foram três ocorrências registradas pela polícia envolvendo o veículo de placa “DTD-7253”, de Mata Grande (AL), na altura de Montes Claros (MG). Os autos de infração foram lavrados nos dias 8 de fevereiro (BR-135), 18 de abril (BR-251) e 8 de julho (BR-251), em operações contra o transporte irregular.

Nas três ocasiões, “em virtude da indisponibilidade de meios para realização do transbordo dos passageiros”, motoristas e passageiros foram liberados para seguir viagem. As pessoas pagaram entre R$ 200 e R$ 250 pelo transporte.

O destino, nessas três ocorrências, era o mesmo: São Paulo. Em nenhuma delas, segundo os registros do Sistema de Segurança Pública do estado de Minas Gerais, foi apresentada autorização do órgão competente para realização de “viagem remunerada de caráter interestadual”.

A Localima Turismo emitiu uma nota na qual expressa pesar e tristeza pelas vítimas e familiares e que deve prestar “total assistência” a eles. A empresa afirmou, ainda, que os fatos estão sendo apurados e diz estar à disposição para suporte “humano, digno, com compaixão e empatia”.

A ANTT informou que, em 2020, até o dia 4 de dezembro, registrou 2.490 autos de infração contra o transporte clandestino no país, gerando prejuízo de R$ 13,2 milhões para as empresas irregulares. Ao todo, 1.188 veículos foram apreendidos.

Segundo a agência, os veículos flagrados nessas condições costumam ter problemas como para-brisas trincados, bagagens e malas transportados junto com passageiros, pneus carecas e motoristas sem o curso obrigatório para condução do transporte coletivo de passageiros.

Por Alex Araújo e Flávia Ayer

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Who we are

Our website address is: http://agazetarm.com.br.

What personal data we collect and why we collect it

Comments

When visitors leave comments on the site we collect the data shown in the comments form, and also the visitor’s IP address and browser user agent string to help spam detection.

An anonymized string created from your email address (also called a hash) may be provided to the Gravatar service to see if you are using it. The Gravatar service privacy policy is available here: https://automattic.com/privacy/. After approval of your comment, your profile picture is visible to the public in the context of your comment.

Media

If you upload images to the website, you should avoid uploading images with embedded location data (EXIF GPS) included. Visitors to the website can download and extract any location data from images on the website.

Contact forms

Cookies

If you leave a comment on our site you may opt-in to saving your name, email address and website in cookies. These are for your convenience so that you do not have to fill in your details again when you leave another comment. These cookies will last for one year.

If you visit our login page, we will set a temporary cookie to determine if your browser accepts cookies. This cookie contains no personal data and is discarded when you close your browser.

When you log in, we will also set up several cookies to save your login information and your screen display choices. Login cookies last for two days, and screen options cookies last for a year. If you select "Remember Me", your login will persist for two weeks. If you log out of your account, the login cookies will be removed.

If you edit or publish an article, an additional cookie will be saved in your browser. This cookie includes no personal data and simply indicates the post ID of the article you just edited. It expires after 1 day.

Embedded content from other websites

Articles on this site may include embedded content (e.g. videos, images, articles, etc.). Embedded content from other websites behaves in the exact same way as if the visitor has visited the other website.

These websites may collect data about you, use cookies, embed additional third-party tracking, and monitor your interaction with that embedded content, including tracking your interaction with the embedded content if you have an account and are logged in to that website.

Analytics

Who we share your data with

How long we retain your data

If you leave a comment, the comment and its metadata are retained indefinitely. This is so we can recognize and approve any follow-up comments automatically instead of holding them in a moderation queue.

For users that register on our website (if any), we also store the personal information they provide in their user profile. All users can see, edit, or delete their personal information at any time (except they cannot change their username). Website administrators can also see and edit that information.

What rights you have over your data

If you have an account on this site, or have left comments, you can request to receive an exported file of the personal data we hold about you, including any data you have provided to us. You can also request that we erase any personal data we hold about you. This does not include any data we are obliged to keep for administrative, legal, or security purposes.

Where we send your data

Visitor comments may be checked through an automated spam detection service.

Your contact information

Additional information

How we protect your data

What data breach procedures we have in place

What third parties we receive data from

What automated decision making and/or profiling we do with user data

Industry regulatory disclosure requirements

Save settings
Cookies settings