Eduardo Paes descarta carnaval em julho no Rio: ‘Impossível’

O prefeito Eduardo Paes (DEM) descartou a possibilidade de o carnaval ser realizado em julho do Rio de Janeiro. Em uma sequência de postagens nas suas redes sociais, Paes disse “ser impossível” preparar a cidade para a festa fora de hora, mesmo com a vacinação contra a Covid-19 em curso.

Pelo calendário normal, o carnaval neste ano estava previsto para acontecer de 13 a 16 de fevereiro (sábado a terça). Mas, por causa da pandemia de coronavírus, os desfiles na Sapucaí e os blocos autorizados haviam sido inicialmente adiados para julho.

“Nunca escondi minha paixão pelo carnaval e a visão clara que tenho da importância econômica dessa manifestação cultural para nossa cidade. No entanto, me parece sem qualquer sentido imaginar a essa altura que teremos condições de realizar o carnaval em julho”, destacou.

“Essa celebração exige uma grande preparação por parte dos órgãos públicos e das agremiações e instituições ligadas ao samba. Algo impossível de se fazer nesse momento. Dessa forma, gostaria de informar que não teremos carnaval no meio do ano em 2021”, completou.

Segundo o prefeito, com todos vacinados, o carnaval deve voltar a acontecer em 2022.

Paes informou ainda que pretende elaborar algum projeto, através da Riotur e Secretaria municipal de Cultura, para ajudar no sustento das pessoas que trabalham diretamente com o carnaval.

“Já determinei que a Riotur e a secretaria municipal de Cultura trabalhem na preparação de editais a fim de permitir que os fazedores dessa grande festa e celebração cultural tenham alguma forma de sustento ao longo de 2021”, afirmou Paes em rede social.

Repercussão

O mundo do samba recebeu bem a notícia. Apesar da tristeza da comunidade do carnaval carioca, a maioria dos envolvidos que se manifestou na festa concorda com a decisão do município e entende que sem a vacinação em massa das pessoas, o evento seria um risco a saúde.

A Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) informou que manifesta “apoio e compreensão à referida decisão, tendo em vista o aumento geral dos casos de Covid-19 e o atual momento relacionado às incertezas quanto aos prazos de vacinação e imunização da nossa população”.

A Associação de Blocos de Rua do Rio (Sebastiana) afirmou que “recebe com alívio e apoia a decisão do prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes de cancelar definitivamente o carnaval de 2020”.

Ainda de acordo com a Sebastiana, a decisão do prefeito Eduardo Paes “vem ao encontro do posicionamento da Sebastiana anunciado anteriormente, que reitera a não realização dos desfiles dos seus blocos em 2021”.

Desfiles em caso de vacina

Bloco de Carnaval no Centro do Rio — Foto: Alexandre Macieira/Riotur
Bloco de Carnaval no Centro do Rio — Foto: Alexandre Macieira/Riotur

Quando deliberou sobre o adiamento para julho, a plenária da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) condicionou a realização do desfiles à campanha de imunização contra a Covid-19.

No dia 13 de janeiro, uma lei de autoria do deputado Dionísio Lins (PP), determinando a criação de um carnaval anual em julho, foi publicada no Diário Oficial. O texto foi sancionado pelo governador em exercício, Cláudio Castro. O evento se chamaria CarnaRio.

No texto, o governador disse que o CarnaRio teria por finalidade “a estimulação do turismo, lazer e, principalmente, o aquecimento da economia com a criação de postos de empregos e venda de produtos e serviços”.

Na ocasião, A Sebastiana, Associação Independente dos Blocos de Carnaval de Rua da Zona Sul, Santa Teresa e Centro da Cidade do Rio de Janeiro, se manifestou contra o projeto.

A associação afirmou que não era hora para a decisão de uma festa no meio da pandemia da Covid-19 e ressaltou que via poucas possibilidades de acontecer carnaval este ano.

A Sebastiana destacou ainda que a festa só seria possível com a imunização da população e que a determinação não levava em consideração as questões sanitárias atuais.

32 mil vacinados

Até esta quinta-feira (21), a cidade do Rio havia imunizado 32 mil pessoas.

A média móvel registrada nesta quinta mostra que 139 pessoas morrem por dia no Estado do Rio segundo o consórcio dos veículos de comunicação.

Até quarta-feira (20), a Covid-19 já havia matado 28.215 pessoas em território fluminense.

No dia em que o anúncio foi feito, cerca de 0.5% da população carioca tinha sido vacinada contra o coronavírus. Especialistas afirmam que, para que haja uma imunidade de rebanho, a vacinação teria que atingir pelo menos 70% da população.

Lockdown

A declaração de Paes sobre a impossibilidade de realizar o carnaval em julho ocorre um dia depois do prefeito afirmar que não descarta um lockdown no Rio. Ele observou, entretanto, que pelos índices atuais não há chance disso acontecer. “Não descarto nada, nunca. Mas não há nem cheiro de lockdown nesse momento”, disse Eduardo Paes.

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Who we are

Our website address is: http://agazetarm.com.br.

What personal data we collect and why we collect it

Comments

When visitors leave comments on the site we collect the data shown in the comments form, and also the visitor’s IP address and browser user agent string to help spam detection.

An anonymized string created from your email address (also called a hash) may be provided to the Gravatar service to see if you are using it. The Gravatar service privacy policy is available here: https://automattic.com/privacy/. After approval of your comment, your profile picture is visible to the public in the context of your comment.

Media

If you upload images to the website, you should avoid uploading images with embedded location data (EXIF GPS) included. Visitors to the website can download and extract any location data from images on the website.

Contact forms

Cookies

If you leave a comment on our site you may opt-in to saving your name, email address and website in cookies. These are for your convenience so that you do not have to fill in your details again when you leave another comment. These cookies will last for one year.

If you visit our login page, we will set a temporary cookie to determine if your browser accepts cookies. This cookie contains no personal data and is discarded when you close your browser.

When you log in, we will also set up several cookies to save your login information and your screen display choices. Login cookies last for two days, and screen options cookies last for a year. If you select "Remember Me", your login will persist for two weeks. If you log out of your account, the login cookies will be removed.

If you edit or publish an article, an additional cookie will be saved in your browser. This cookie includes no personal data and simply indicates the post ID of the article you just edited. It expires after 1 day.

Embedded content from other websites

Articles on this site may include embedded content (e.g. videos, images, articles, etc.). Embedded content from other websites behaves in the exact same way as if the visitor has visited the other website.

These websites may collect data about you, use cookies, embed additional third-party tracking, and monitor your interaction with that embedded content, including tracking your interaction with the embedded content if you have an account and are logged in to that website.

Analytics

Who we share your data with

How long we retain your data

If you leave a comment, the comment and its metadata are retained indefinitely. This is so we can recognize and approve any follow-up comments automatically instead of holding them in a moderation queue.

For users that register on our website (if any), we also store the personal information they provide in their user profile. All users can see, edit, or delete their personal information at any time (except they cannot change their username). Website administrators can also see and edit that information.

What rights you have over your data

If you have an account on this site, or have left comments, you can request to receive an exported file of the personal data we hold about you, including any data you have provided to us. You can also request that we erase any personal data we hold about you. This does not include any data we are obliged to keep for administrative, legal, or security purposes.

Where we send your data

Visitor comments may be checked through an automated spam detection service.

Your contact information

Additional information

How we protect your data

What data breach procedures we have in place

What third parties we receive data from

What automated decision making and/or profiling we do with user data

Industry regulatory disclosure requirements

Save settings
Cookies settings