Empresários fazem protesto na Rodovia dos Tamoios por reabertura do comércio: “queremos trabalhar”

Foto: Repórter On Line Litoral

Um grupo de comerciantes iniciou, pouco depois das 8h30 desta terça-feira (26/1), um protesto contra o fechamento do comércio em razão da Fase Vermelha do Plano São Paulo.

Faixas com mensagens como “Não somos culpados” foram estendidas nas margens da rodovia. A Polícia Rodoviária Estadual está no local. Não houve qualquer interrupção do tráfego.

Um dos empresários entrevistados pelo Jornal da Morada (Rádio Morada 95,5) nesta manhã citou que oito funcionários foram mandados embora. Ele frisou que na empresa de ramo alimentício de um amigo, outros seis foram demitidos. “Estando fechado, o comércio de restaurantes, bares e hotelarias em um período de um mês desemprega mais do que a própria Ford com o fechamento de fábrica”. 

O empresário contesta a classificação imposta pelo Governo do Estado. “O que o governador fala que não é essencial, para nós e nossos funcionários sempre será essencial”.

O grupo foi recebido pela assessoria jurídica da Prefeitura de Caraguatatuba ainda na tarde de segunda-feira. “Informaram que não podem fazer nada, pois senão cai sobre o prefeito. Não concordamos com isso, exigimos a abertura do comércio. Se tivermos mais tempo para trabalho, menos aglomeração. Que sejam realmente responsabilizados as aglomerações, os fluxos. Não o comércio que gera emprego”, concluiuj. 

A decisão do Governo do Estado de colocar o Litoral Norte na Fase Vermelha gerou uma série de manifestos das associações comerciais da região. Na manhã de segunda-feira, comerciantes também realizaram protesto próximo ao entroncamento da Rodovia Oswaldo Cruz, em Ubatuba. 

Foto: Repórter On Line Litoral

Por Radar Litoral