Fase Vermelha aumenta prejuízo da rede hoteleira no Litoral Norte

O início da Fase Vernelha do Plano São Paulo nesta segunda-feira (25), no Litoral Norte, aumentou os prejuízos da rede hoteleira da região, que está com taxa média de ocupação inferior a 20% na última semana do mês.

“10% não cobre nem os custos”, explica Niuara Tedesco, diretora da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado de São Paulo – Abih-SP.

A ocupação dos meios de hospedagem em São Sebastião e Caraguatatuba caiu 40% em relação a anos anteriores. “Em dezembro de 2020, a queda foi de 25%. Pretendíamos recuperar parte das perdas acumuladas desde o início da pandemia, mas no atual cenário o desemprego é inevitável e vai afetar toda cadeia produtiva do mercado de eventos e de turismo.”, informou Rodrigo Travano, vice-presidente da entidade.

“As dificuldades que os hotéis e pousadas do litoral norte enfrentam são agravadas pelo fechamento dos restaurantes, bares e outros estabelecimentos que motivam a chegada e permanência dos turistas nos destinos”,complementam os dois dirigentes da Abih-SP. 

Foto: Divulgação