Através de parceria público-privado, prefeitura de Volta Redonda quer transformar restos de alimentos em adubo

Com o objetivo foi conhecer o trabalho desenvolvido pela empresa de compostagem de lixo orgânico de Volta Redonda, Dr. Catador e debater uma parceria público-privado para transformar restos de alimentos em adubo no município, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SMDET), Sérgio Sodré, se reuniu na tarde de sexta-feira (26) os responsáveis pela empresa.

Participaram também da reunião, o secretário de Infraestrutura, Jerônimo Telles, o subsecretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Lee, e o vice-diretor da Escola de Engenharia da UFF (Universidade Federal Fluminense), Afonso Aurélio.

Segundo Sodré, a administração municipal, através do convênio, diminuiria gastos com o lixo – em torno de R$ 2 milhões mensais com coleta e transporte até o aterro sanitário que fica em Barra Mansa – e daria fim a alguns tipos de resíduos como os restos da poda de árvores, por exemplo. Em contrapartida, a empresa receberia um espaço para poder processar materiais, que também seria usado como Centro de Educação Ambiental.

“Este é o primeiro passo que estamos dando, iremos fazer uma nova reunião com a presença da Secretaria Municipal de Meio Ambiental, porém a nossa ideia é firmar esta parceria. Através deste trabalho, o município aumenta sua fonte de renda através do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) Verde; gerando renda, emprego e inovação. O prefeito Neto é um desenvolvimentista e nos deu uma missão; que é a de incentivar o capital intelectual e valorizar os talentos de Volta Redonda”, afirmou Sodré.

O idealizador da Dr. Catador, o biólogo e professor universitário Roberto Guião, ressaltou que a geração de resíduos e o seu fim são desafios da atualidade no Brasil, já que culturalmente as pessoas estão acostumadas a colocá-los em lixões e aterros, mas que esse não é o caminho.

“Nos países desenvolvidos eles nem existem mais; os resíduos são tratados para serem reinseridos nas cadeias produtivas. Hoje, o nosso lixo é 85% reciclável e estamos aterrando 98%; uma taxa pífia de reciclagem”, lamentou Guião, lembrando que apesar de uma Política Nacional de Resíduos Sólidos, que aponta para opções sustentáveis de tratamento, a lei ainda não emplacou no país, pela falta de apoio do Poder Público.

Ciclo sustentável

O engenheiro florestal Ciro Moura reforçou a necessidade do tratamento de resíduos, já que as políticas públicas caminham para que o lixo se torne gerador de renda e emprego.

“Estamos falando do empreendedorismo climático, a economia verde. Trabalhamos com inovação, com atuação de bactérias. Ela consegue dar oportunidade e incluir pessoas que estão marginalizadas e até desqualificadas; diminuindo o desemprego”, apontou.

A Dr. Catador atua no recolhimento de resíduos orgânicos em casas, restaurantes e refeitórios de empresas e transforma esses materiais em adubo; cerca de 10 toneladas por mês, enquanto Volta Redonda gera 90 toneladas de lixo orgânico por dia.

“Se isso fosse para o aterro sanitário iria virar gás metano e chorume, além de ter um gasto para o recolhimento e transporte desse lixo. Então estamos deixando de poluir, devolvendo um nutriente poderoso, além de não diminuir a vida útil do aterro”, finalizou Guião.

Projeto sustentável visa diminuir o gasto do município com a coleta e transporte do lixo – Foto: Divulgação PMVR
We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Who we are

Our website address is: http://agazetarm.com.br.

What personal data we collect and why we collect it

Comments

When visitors leave comments on the site we collect the data shown in the comments form, and also the visitor’s IP address and browser user agent string to help spam detection.

An anonymized string created from your email address (also called a hash) may be provided to the Gravatar service to see if you are using it. The Gravatar service privacy policy is available here: https://automattic.com/privacy/. After approval of your comment, your profile picture is visible to the public in the context of your comment.

Media

If you upload images to the website, you should avoid uploading images with embedded location data (EXIF GPS) included. Visitors to the website can download and extract any location data from images on the website.

Contact forms

Cookies

If you leave a comment on our site you may opt-in to saving your name, email address and website in cookies. These are for your convenience so that you do not have to fill in your details again when you leave another comment. These cookies will last for one year.

If you visit our login page, we will set a temporary cookie to determine if your browser accepts cookies. This cookie contains no personal data and is discarded when you close your browser.

When you log in, we will also set up several cookies to save your login information and your screen display choices. Login cookies last for two days, and screen options cookies last for a year. If you select "Remember Me", your login will persist for two weeks. If you log out of your account, the login cookies will be removed.

If you edit or publish an article, an additional cookie will be saved in your browser. This cookie includes no personal data and simply indicates the post ID of the article you just edited. It expires after 1 day.

Embedded content from other websites

Articles on this site may include embedded content (e.g. videos, images, articles, etc.). Embedded content from other websites behaves in the exact same way as if the visitor has visited the other website.

These websites may collect data about you, use cookies, embed additional third-party tracking, and monitor your interaction with that embedded content, including tracking your interaction with the embedded content if you have an account and are logged in to that website.

Analytics

Who we share your data with

How long we retain your data

If you leave a comment, the comment and its metadata are retained indefinitely. This is so we can recognize and approve any follow-up comments automatically instead of holding them in a moderation queue.

For users that register on our website (if any), we also store the personal information they provide in their user profile. All users can see, edit, or delete their personal information at any time (except they cannot change their username). Website administrators can also see and edit that information.

What rights you have over your data

If you have an account on this site, or have left comments, you can request to receive an exported file of the personal data we hold about you, including any data you have provided to us. You can also request that we erase any personal data we hold about you. This does not include any data we are obliged to keep for administrative, legal, or security purposes.

Where we send your data

Visitor comments may be checked through an automated spam detection service.

Your contact information

Additional information

How we protect your data

What data breach procedures we have in place

What third parties we receive data from

What automated decision making and/or profiling we do with user data

Industry regulatory disclosure requirements

Save settings
Cookies settings