Governo de Minas prevê concessão da MG-290 no segundo semestre com contrato de 30 anos

A MG-290 foi colocada pelo Governo de Minas no lote prioritário para concessões. O Executivo Estadual prevê que no segundo semestre deste ano o contrato de 30 anos de concessão da rodovia esteja assinado. A rodovia é uma das principais do Sul de MG e tem mais de 90 quilômetros de extensão, indo de Pouso Alegre até Jacutinga, na divisão com o Estado de SP.

Em entrevista o Secretário de Infraestrutura e Mobilidade de MG, Fernando Marcato, revelou que em março será feita a recontagem de tráfego na rodovia e, posteriormente a consulta pública será feita e o contrato de concessão firmado.

“O governo do estado vem estruturando um conjunto de lotes rodoviários em todo o estado, são sete lotes ao todo. Um deles é o que a gente chama de lote do Sul de Minas que foi priorizado como o primeiro a ser realizado. Temos equipes indo a campo para fazer a recontagem do tráfego [a partir de março]. Com isso, a gente já consegue entre abril e maio colocar a consulta pública e no segundo semestre assinar o contrato”, disse.

A rodovia é utilizada diariamente por cerca de dez mil pessoas e os problemas mais críticos são a falta de acostamento e a qualidade do asfalto. Marcato reconheceu a situação da MG-290 e destacou que reparos vêm sendo realizados antes que a concessão seja concluída.

“Já iniciamos alguns paliativos na MG-290, próximo à entrada de Ouro Fino, também no trevo de Inconfidentes. Ao longo desse mês serão concluídos. Não é suficiente, a gente sabe a situação crítica que a 290 se encontra. Tivemos uma reunião essa semana com vários prefeitos da região e combinamos de também investir recursos ao longo desse ano, agora em fevereiro já continua esse trabalho que vem sendo feito e ao longo do ano outras ações serão feitas para que ao final de 2021, quando a gente fizer a assinatura da concessão, a rodovia vai ter investimento ao longo de 30 anos”, falou.

Governo de Minas prevê concessão da MG-290 no segundo semestre com contrato de 30 anos — Foto: Reprodução/EPTV

Mais concessões

O Secretário de Infraestrutura e Mobilidade de MG destacou, ainda, que a BR-459 e a MG-146 também entrarão na concessão que será relizada na MG-290. Macato explicou, ainda, que a contrapartida do contrato de concessão será o investimento em outras rodovias que não fazem parte do contrato.

“A concessão não é só da 290, vamos incluir a BR-459, a MG-146 e outras rodovias da região. Desde Poços de Caldas, Andradas, Monte Sião, passando por Pouso Alegre, Itajubá, Delfim Moreira e Wenceslau Braz. É um conjunto de rodovias que vão ser concedidas. Quem vence a licitação, vence pagando um valor para o governo. Esse valor tem que ser obrigatoriamente reinvestido em outras rodovias da região não concedidas. Então, aquelas que estão na concessão serão mantidas pela concessionária por 30 anos e a concessionária paga uma taxa para o governo, que o governo usa para investir nas demais rodovias”, disse.