Humorista Léo Lins é condenado pela Justiça de Jacareí por dano moral contra mulher trans

Justiça condena humorista Léo Lins por dano moral contra mulher trans em Jacareí — Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Justiça condenou o humorista Léo Lins e um bar de Jacareí (SP) a indenizarem uma mulher transgênero por dano moral e uso indevido da imagem dela para divulgação de um show na cidade.

A sentença foi publicada no útlimo dia 9, e indenização é no valor de R$ 15 mil. Cabe recurso da decisão.

O vídeo de divulgação era para um show que seria realizado em 20 de setembro de 2018 no município do interior de São Paulo e foi publicado nas redes sociais.

A Defensoria Púbica entrou com uma ação em defesa da mulher transgênero alegando que a imagem dela foi utilizada sem consentimento e que o vídeo causou “constrangimento e desconforto perante a sociedade”.

O bar contestou com a ação e afirmou não ter responsabilidade sobre o material produzido pelo humorista. Afirmou também que o vídeo não colocaria a mulher transgênero em situação vexatória ou humilhante. Acrescentou ainda que o trecho utilizado seria de algo que ela própria já havia publicado na internet e que não retrataria a vida privada dela. Léo Lins também contestou a ação.

A juíza Mariana Sperb, entretanto, não acatou as contestações dos réus. Na sentença, a magistrada rebateu as alegações com os seguintes pontos:

  • Diz que o bar também tem responsabilidade sobre o material de divulgação porque, ao ter proveito econômico com o evento, “vincula-se contratualmente ao evento e responde pelos eventuais excessos na propaganda divulgada”;
  • Diz que a imagem foi utilizada indevidamente e que o conteúdo tratou a mulher com “zombaria e deboche”. Acrescentou que “mesmo que não se trate de discriminação homofóbica textual, é certo que o requerido valeu-se da condição de transgênero da autora com ânimo de chacota e menoscabo”;
  • Sobre a mulher transgênero já ser reconhecida na comunidade local, diz que isso não exime a necessidade de autorização prévia para uso da imagem;
  • A mulher transgênero não foi considerada uma pessoa pública, como os réus teriam apontado.

Para definir o valor da indenização, a magistrada afirmou que o valor deve proporcionar ao ofendido uma compensação, mas sem proporcionar enriquecimento ilícito. Ao mesmo tempo, impor aos réus uma punição a fim de dissuadi-lo a cometer novamente o erro.

Por isso, diz que a” ofendida não ostenta sinais de riqueza, tanto que beneficiário da justiça gratuita”. Por isso, acredita ser razoável e proporcional a indenização no valor de R$ 15 mil.

A reportagem tentou contato com o humorista Léo Lins, mas não obteve retorno até a publicação da reportagem. A Defensoria Pública informou que vai recorrer devido ao valor da indenização por entender que ele é ínfimo, considerando a gravidade do dano e a capacidade financeira dos ofensores.

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Who we are

Our website address is: http://agazetarm.com.br.

What personal data we collect and why we collect it

Comments

When visitors leave comments on the site we collect the data shown in the comments form, and also the visitor’s IP address and browser user agent string to help spam detection.

An anonymized string created from your email address (also called a hash) may be provided to the Gravatar service to see if you are using it. The Gravatar service privacy policy is available here: https://automattic.com/privacy/. After approval of your comment, your profile picture is visible to the public in the context of your comment.

Media

If you upload images to the website, you should avoid uploading images with embedded location data (EXIF GPS) included. Visitors to the website can download and extract any location data from images on the website.

Contact forms

Cookies

If you leave a comment on our site you may opt-in to saving your name, email address and website in cookies. These are for your convenience so that you do not have to fill in your details again when you leave another comment. These cookies will last for one year.

If you visit our login page, we will set a temporary cookie to determine if your browser accepts cookies. This cookie contains no personal data and is discarded when you close your browser.

When you log in, we will also set up several cookies to save your login information and your screen display choices. Login cookies last for two days, and screen options cookies last for a year. If you select "Remember Me", your login will persist for two weeks. If you log out of your account, the login cookies will be removed.

If you edit or publish an article, an additional cookie will be saved in your browser. This cookie includes no personal data and simply indicates the post ID of the article you just edited. It expires after 1 day.

Embedded content from other websites

Articles on this site may include embedded content (e.g. videos, images, articles, etc.). Embedded content from other websites behaves in the exact same way as if the visitor has visited the other website.

These websites may collect data about you, use cookies, embed additional third-party tracking, and monitor your interaction with that embedded content, including tracking your interaction with the embedded content if you have an account and are logged in to that website.

Analytics

Who we share your data with

How long we retain your data

If you leave a comment, the comment and its metadata are retained indefinitely. This is so we can recognize and approve any follow-up comments automatically instead of holding them in a moderation queue.

For users that register on our website (if any), we also store the personal information they provide in their user profile. All users can see, edit, or delete their personal information at any time (except they cannot change their username). Website administrators can also see and edit that information.

What rights you have over your data

If you have an account on this site, or have left comments, you can request to receive an exported file of the personal data we hold about you, including any data you have provided to us. You can also request that we erase any personal data we hold about you. This does not include any data we are obliged to keep for administrative, legal, or security purposes.

Where we send your data

Visitor comments may be checked through an automated spam detection service.

Your contact information

Additional information

How we protect your data

What data breach procedures we have in place

What third parties we receive data from

What automated decision making and/or profiling we do with user data

Industry regulatory disclosure requirements

Save settings
Cookies settings