Estudo da Unifal aponta que onda roxa começa a dar resultados após 3 semanas no Sul de Minas

Segundo o estudo, há tendência de estabilidade de casos novos, apesar de ainda haver tendência de crescimento de mortes e internações.

Estudo da Unifal aponta que onda roxa começa a dar resultados após 3 semanas no Sul de Minas

Estudo divulgado nesta terça-feira (6) pelo projeto de pesquisa “Indicadores de Covid”, da Universidade Federal de Alfenas (MG), aponta que após quase três semanas de implementação da onda roxa, o cenário da pandemia do novo coronavírus começa a melhorar no Sul de Minas. Nesta última semana, a média semanal de casos caiu de 1.493 em 2 de abril para 1.118 em 5 de abril.

Conforme o estudo orientado pelo professor Sinézio Inácio da Silva, apesar da subnotificação de casos nos feriados da Páscoa, já pode se observar uma melhora na evolução do número de novos casos da Covid-19 no Sul de Minas.

Segundo o estudo, há tendência de estabilidade de casos novos, apesar de ainda haver tendência de crescimento de mortes e internações. Exceto na regional de Varginha, que apresenta tendência de estabilidade em internações, permanece a tendência de crescimento de óbitos em todas as regionais de saúde.

Cobertura vacinal e novos casos

Conforme o estudo da Unifal, o Sul de Minas atingiu 95% de cobertura vacinal de sua população com 80 anos ou mais (primeira dose). Entre os 10 maiores municípios em população, ainda continuam com esse indicador abaixo de 90% os municípios de Três Corações (84%), Passos (80%) e Alfenas (63%).

Os dados apontam que o crescimento de mortes entre pessoas mais jovens já é maior do que o da população mais idosa, o que pode indicar um efeito da vacina e a ação da variante P1.

Na semana entre os dias 30 de março e 5 de abril, o Sul de Minas registrou uma queda de 8% na média de casos semanais, se comparado com 14 dias atrás. A média diária de casos na região na última semana foi de 1.118. No dia 2 de abril, houve um novo recorde de registros: 1.493.

Entre os municípios mais populosos, Passos (46%), Três Corações (20%) e São Sebastião do Paraíso ainda estão com crescimento no número de casos. Varginha (-22%), Itajubá (-23%) e Alfenas (-20%) são os que registraram maiores quedas. Poços de Caldas, Pouso Alegre, Lavras e Três Pontas apresentam tendência de estabilidade.

Em mortalidade, Três Corações e Três Pontas apresentam tendência de queda, todos os demais 7 municípios Sul Mineiros mais populosos apresentam tendência de crescimento. Coeficientes de mortalidade por idade indicam o início de um efeito protetor da vacinação nos mais idosos e maior ameaça da cepa P1 para os mais jovens.

Quadro mostra que apesar da queda de novos casos, ainda há crescimento de mortes e internações na região — Foto: Reprodução / Unifal

Crescimento de internações

As internações tiveram uma média de 102 pessoas hospitalizadas diariamente na região na semana entre 30 de março e 5 de abril, o que representa um crescimento de 46%, se comparado com 14 dias atrás.

A maior preocupação fica por conta de Itajubá e Pouso Alegre, onde as médias de internações cresceram 500% e 210% respectivamente.

Outras cidades como Alfenas (183%) e Lavras (150%) também apresentaram alta considerável na média. Entre as maiores cidades do Sul de Minas, apenas Varginha apresentou queda nas internações, de 20%.

Na última semana houve uma média diária de 36 mortes por Covid na região, o que aponta para um crescimento de 61% dos óbitos se comparados com 14 dias atrás. Em todo o estado de Minas Gerais, esse crescimento foi de 36% para o mesmo período.

A média de mortes aumentou na última semana em Lavras (400%), Varginha (350%), Pouso Alegre (211%) e Passos (200%). Das maiores cidades, Três Pontas (-100%) e Três Corações (-25%) são as cidades com as maiores reduções de mortes nesta última semana.

Por Lucas Soares e Lucas Magalhães

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Who we are

Our website address is: http://agazetarm.com.br.

What personal data we collect and why we collect it

Comments

When visitors leave comments on the site we collect the data shown in the comments form, and also the visitor’s IP address and browser user agent string to help spam detection.

An anonymized string created from your email address (also called a hash) may be provided to the Gravatar service to see if you are using it. The Gravatar service privacy policy is available here: https://automattic.com/privacy/. After approval of your comment, your profile picture is visible to the public in the context of your comment.

Media

If you upload images to the website, you should avoid uploading images with embedded location data (EXIF GPS) included. Visitors to the website can download and extract any location data from images on the website.

Contact forms

Cookies

If you leave a comment on our site you may opt-in to saving your name, email address and website in cookies. These are for your convenience so that you do not have to fill in your details again when you leave another comment. These cookies will last for one year.

If you visit our login page, we will set a temporary cookie to determine if your browser accepts cookies. This cookie contains no personal data and is discarded when you close your browser.

When you log in, we will also set up several cookies to save your login information and your screen display choices. Login cookies last for two days, and screen options cookies last for a year. If you select "Remember Me", your login will persist for two weeks. If you log out of your account, the login cookies will be removed.

If you edit or publish an article, an additional cookie will be saved in your browser. This cookie includes no personal data and simply indicates the post ID of the article you just edited. It expires after 1 day.

Embedded content from other websites

Articles on this site may include embedded content (e.g. videos, images, articles, etc.). Embedded content from other websites behaves in the exact same way as if the visitor has visited the other website.

These websites may collect data about you, use cookies, embed additional third-party tracking, and monitor your interaction with that embedded content, including tracking your interaction with the embedded content if you have an account and are logged in to that website.

Analytics

Who we share your data with

How long we retain your data

If you leave a comment, the comment and its metadata are retained indefinitely. This is so we can recognize and approve any follow-up comments automatically instead of holding them in a moderation queue.

For users that register on our website (if any), we also store the personal information they provide in their user profile. All users can see, edit, or delete their personal information at any time (except they cannot change their username). Website administrators can also see and edit that information.

What rights you have over your data

If you have an account on this site, or have left comments, you can request to receive an exported file of the personal data we hold about you, including any data you have provided to us. You can also request that we erase any personal data we hold about you. This does not include any data we are obliged to keep for administrative, legal, or security purposes.

Where we send your data

Visitor comments may be checked through an automated spam detection service.

Your contact information

Additional information

How we protect your data

What data breach procedures we have in place

What third parties we receive data from

What automated decision making and/or profiling we do with user data

Industry regulatory disclosure requirements

Save settings
Cookies settings