Prefeitura define estratégias para instalação de filtros em quatro adutoras em Itatiaia, RJ

Com o objetivo de melhorar a qualidade da água, no município, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, está dando início ao projeto de instalação de filtros de água em quatro adutoras de Itatiaia. As estratégias foram definidas em uma reunião, realizada na sede da Prefeitura, no início da semana. 

De acordo com o Secretário de Meio Ambiente, Vladir Fernandes, inicialmente, os filtros serão instalados nas adutoras da Vila Flórida, Campo Belo, Jambeiro e Palmital.  

– Será um grande avanço para a cidade. Já estamos providenciando a licença junto ao INEA – Instituto Estadual do Ambiente -, agilizando o fornecimento de energia elétrica e também os estudos de topografia. Os engenheiros da empresa que fornecerá o serviço já foram ao local para avaliar a logística para a instalação dos filtros. Esse tipo de investimento promove maior eficiência no uso dos recursos hídricos, além de assegurar maior quantidade do mesmo, e estando também associado à saúde pública , tendo em vista que a água é bem de consumo essencial. – explicou Vladir.  

Ainda de acordo com o Secretário, os filtros terão capacidade de filtragem de 8 litros por segundo, com materiais que permitem uma filtragem e redução da turbidez muito elevadas.  

– Praticamente toda a turbidez da água será eliminada, além de tirar materiais orgânicos, então isso permite uma melhora considerável na qualidade da água, praticamente em mais de 90%. E complementando-se com a cloração, a água fica com a qualidade ainda mais elevada para consumo – disse Vladir, acrescentando que a ideia é ampliar o serviço para outras adutoras, como a que está localizada na região de Maromba e Maringá. 

Participaram da reunião, o prefeito de Itatiaia, Imberê Alves, os secretários de Meio Ambiente, Vladir Fernandes, de Obras, Anísio Ribeiro, os vereadores Vaninho, Vander Leite, Tim Campos, e Dudu Pereira, assim como os funcionários da Secretaria de Meio Ambiente: o Coordenador de Conservação, Alan Alves, o engenheiro químico Antônio Scheidegger, o operador de água, José Ademir Pereira, e administradora do Laboratório de Água, Sirlene de Souza.