Entre reuniões em Brasília, Mineiro e Iphan debatem investimento para Estação Ferroviária de Cachoeira Paulista, SP

Agenda nos ministérios tem busca de recursos para prédios históricos e anúncio de verbas para ações de infraestrutura

A Estação Ferroviária de Cachoeira Paulista, que após décadas de abandono tem obras aprovadas (Foto: Arquivo Atos)

O prefeito, Antônio Carlos Mineiro (MDB), embarcou para Brasília, na última terça-feira (18), para cumprir diversas agendas de interesse do município nos ministérios. Entre os temas, o restauro da Estação Ferroviária e do Teatro Municipal, liberação da área do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) para programas em prol da população e a recuperação da saúde pública da cidade entraram em pauta.

O chefe do Executivo foi acompanhado pelos secretários: Dr. Antônio Carlos Amaral (Negócios Jurídicos), Major Carlos Lescura (Segurança, Trânsito e Transportes), Luiz Carlos Pugialli (Desenvolvimento Econômico) e Dra. Polyana Paiva (Planejamento).

A agenda teve início no Ministério da Saúde, onde Mineiro foi recebido pelo secretário nacional, Dr. Leonardo Soares, em nome do ministro Marcelo Queiroga. Foram apresentados projetos para a recuperação da saúde pública de Cachoeira Paulista, entre eles o projeto de reestruturação da unidade de saúde do centro da cidade transformando-a em uma policlínica e a recuperação das ESF’s (Estratégia Saúde da Família) da área rural, em bairros como Embaú, Quilombo e São Miguel. A solicitação vai ser analisada pelo Ministério para possível liberação de verba federal.

No período da tarde do mesmo dia, o gestor municipal participou de uma reunião no Ministério do Turismo onde apresentou três propostas para a cidade: a rota do peregrino, a rota do turismo rural e uma sinalização turística, com o objetivo de fomentar o turismo religioso e ecológico.

Em uma reunião no Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações, com o ministro Marcos Pontes, foi discutida a liberação da área do Inpe para a implementação de políticas públicas na cidade. A área foi pautada como possível locação para a construção de um hospital regional (que deve ser anunciado neste sábado para Cruzeiro). Agora, existe a possibilidade de aparelhar um núcleo social e a introdução de um centro de formação tecnológica em prol da população cachoeirense e das cidades vizinhas.

Na quarta-feira (19), no encontro com membros do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) foi debatido o projeto de restauro da Estação Ferroviária, construída em 1855 e que está em ruínas e é ocupada por dependentes químicos e pessoas em situação de rua. Segundo Pugialli, o recurso para as obras deve ser liberado até junho. “Feito a recuperação arquitetônica, podemos implementar um setor cultural e um setor turístico para atender a população, e fazer a instalação do gabinete da Prefeitura para que os munícipes também possam ter acesso a essa reforma, ao aparelho turístico e cultural da cidade que passará a ter utilidade e deixará de ser uma grande ruína”, ressaltou o secretário de Desenvolvimento Econômico.

A condição da Estação Ferroviária de Cachoeira Paulista é tema de discussões e projetos há décadas, período em que o prédio histórico sofre com o abandono. Em 2020, moradores da região assinaram uma petição para que o local seja restaurado e transformado em um centro de multiuso.

A construção, de 1855 e tombada pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico) em 1982, foi administrada por anos pela empresa MRS Logística, que detém a concessão sobre a ferrovia que corta o município. Depois de uma série de ações, a Prefeitura conseguiu, ao final de 2010, a posse do local.

Um projeto de 2013 para a restauração do prédio continua parado. A ideia era transformar a estação em um museu. A recuperação do local foi orçada, naquele ano, em R$ 30 milhões.

Quem passa pelo local encontra mato alto, lixo e sinais da ocupação de dependentes químicos na segunda maior estação do estado de São Paulo (atrás apenas da Estação da Luz, na Capital). No prédio não há mais vidros, portas e janelas. Boa parte do material foi roubada.

Teatro – Na viagem foi obtido ainda uma emenda parlamentar do deputado federal Carlos Zarattini (PT) no valor de R$ 300 mil para a reforma do Teatro Municipal, inaugurado em 1895.

Investimentos – O prefeito conseguiu diversos recursos para a cidade por meio do deputado federal, Marco Bertaiolli (PSD), entre eles: R$ 500 mil reais para a compra de um caminhão e uma máquina retroescavadeira para a manutenção das estradas vicinais, R$ 350 mil reais para a Apae (Associação de Pais e Amigos Excepcionais), R$ 120 mil reais para a aquisição de dois carros para a assistência social, um carro novo para o conselho tutelar, R$ 300 mil reais de investimentos no centro de saúde Padre Pio, R$ 250 mil reais destinados à educação R$ 200 mil para a secretaria municipal de Saúde, totalizando quase R$ 2 milhões de benefícios para o município.

Por Thales Siqueira | Jornal Atos

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Who we are

Our website address is: http://agazetarm.com.br.

What personal data we collect and why we collect it

Comments

When visitors leave comments on the site we collect the data shown in the comments form, and also the visitor’s IP address and browser user agent string to help spam detection.

An anonymized string created from your email address (also called a hash) may be provided to the Gravatar service to see if you are using it. The Gravatar service privacy policy is available here: https://automattic.com/privacy/. After approval of your comment, your profile picture is visible to the public in the context of your comment.

Media

If you upload images to the website, you should avoid uploading images with embedded location data (EXIF GPS) included. Visitors to the website can download and extract any location data from images on the website.

Contact forms

Cookies

If you leave a comment on our site you may opt-in to saving your name, email address and website in cookies. These are for your convenience so that you do not have to fill in your details again when you leave another comment. These cookies will last for one year.

If you visit our login page, we will set a temporary cookie to determine if your browser accepts cookies. This cookie contains no personal data and is discarded when you close your browser.

When you log in, we will also set up several cookies to save your login information and your screen display choices. Login cookies last for two days, and screen options cookies last for a year. If you select "Remember Me", your login will persist for two weeks. If you log out of your account, the login cookies will be removed.

If you edit or publish an article, an additional cookie will be saved in your browser. This cookie includes no personal data and simply indicates the post ID of the article you just edited. It expires after 1 day.

Embedded content from other websites

Articles on this site may include embedded content (e.g. videos, images, articles, etc.). Embedded content from other websites behaves in the exact same way as if the visitor has visited the other website.

These websites may collect data about you, use cookies, embed additional third-party tracking, and monitor your interaction with that embedded content, including tracking your interaction with the embedded content if you have an account and are logged in to that website.

Analytics

Who we share your data with

How long we retain your data

If you leave a comment, the comment and its metadata are retained indefinitely. This is so we can recognize and approve any follow-up comments automatically instead of holding them in a moderation queue.

For users that register on our website (if any), we also store the personal information they provide in their user profile. All users can see, edit, or delete their personal information at any time (except they cannot change their username). Website administrators can also see and edit that information.

What rights you have over your data

If you have an account on this site, or have left comments, you can request to receive an exported file of the personal data we hold about you, including any data you have provided to us. You can also request that we erase any personal data we hold about you. This does not include any data we are obliged to keep for administrative, legal, or security purposes.

Where we send your data

Visitor comments may be checked through an automated spam detection service.

Your contact information

Additional information

How we protect your data

What data breach procedures we have in place

What third parties we receive data from

What automated decision making and/or profiling we do with user data

Industry regulatory disclosure requirements

Save settings
Cookies settings