Governo prevê prorrogar auxílio emergencial por dois meses e turbinar Bolsa Família ainda neste ano

O governo deve prorrogar o auxílio emergencial por mais dois meses, segundo fontes que acompanham as negociações para estender o benefício. O número de parcelas extras, no entanto, pode chegar a três, dependendo da evolução da pandemia de Covid-19.

A prorrogação do auxílio faz parte do plano do Executivo para evitar que a população mais vulnerável fique descoberta enquanto a reformulação do Bolsa Família não sai do papel.

Parte da prorrogação será bancada com cerca de R$ 7 bilhões que sobraram do limite de R$ 44 bilhões autorizado pelo Congresso para pagar a rodada do benefício neste ano. Esse valor seria suficiente para mais uma parcela.

O restante será financiado com a edição de uma medida provisória (MP) de crédito extraordinário, fora do teto de gastos.

A nova rodada deve manter os valores de R$ 150 (para pessoas que moram sozinhas), R$ 375 (para mães chefes de família) e R$ 250 (para os demais casos). O número de famílias beneficiadas deve ficar em 39,2 milhões.

Após a prorrogação do auxílio, o governo deve turbinar o Bolsa Família, apenas reajustando o tíquete médio do benefício para R$ 250. Hoje, este valor está na faixa dos R$ 190. Também está prevista a ampliação do número de famílias atendidas, hoje em 14,6 milhões.

Essa ampliação será bancada pela economia de recursos no Orçamento do Bolsa Família para este ano, já que a maioria dos beneficiários migraram para o auxílio emergencial.

Dos R$ 34,8 bilhões reservados para o Bolsa Família neste ano, o governo gastou até agora R$ 10,4 bilhões.

Esse passo ocorreria antes de uma reformulação completa do programa, que começaria a ser discutida neste ano, mas só entraria em vigor em 2022.

Vale-creche poderá ser usado com cuidadores

Nesta nova versão, o repasse em dinheiro deve ser complementado por outros tipos de auxílio, como um voucher para mães que precisarem deixar filhos pequenos para trabalhar tenham acesso a creche.

Em uma versão mais recente da proposta, o vale de R$ 250 poderá ser usado também para pagar cuidadores de crianças, que poderiam ser até parentes dos beneficiários;

Para garantir que o serviço de cuidador seja de fato oferecido, estão previstas visitas a domicílio para avaliar a qualificação da pessoa indicada para fazer o serviço.

Em outra frente, o governo pretender fazer uma ligação entre o Bolsa Família e o atual Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). A ideia é dar uma ajuda financeira às famílias para que elas possam plantar, colher e vender a produção ao governo federal – fazendo uma ligação com o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Em vez de ficar dependente do Bolsa Família, essas pessoas poderão ter um ganho de R$ 600 por mês, explicou um técnico a par do assunto. Seria uma porta de saída junto com a recolocação no mercado de trabalho nas áreas urbanas, com uso de ferramenta inteligente, aproveitando o banco de dados criado com o pagamento do auxílio emergencial.

Ainda em relação à transição para a saída de beneficiários, o governo pretende mexer no tempo máximo de permanência no programa. Hoje, famílias chegam a ficar dois anos no cadastro, após perder o direito à ajuda federal.

Também por meio da plataforma, o governo poderia captar vagas no mercado de trabalho, entrar em contato com os empregadores “anjos” dispostos a treinar e empregar pessoas de baixa. O plano prevê a criação de um selo para essas empresas, segundo fontes.

O novo programa prevê também pagamento de prêmio em dinheiro para crianças que tiram boa nota e se destacam nos esportes. 

Foto: Rogério Marques

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Who we are

Our website address is: http://agazetarm.com.br.

What personal data we collect and why we collect it

Comments

When visitors leave comments on the site we collect the data shown in the comments form, and also the visitor’s IP address and browser user agent string to help spam detection.

An anonymized string created from your email address (also called a hash) may be provided to the Gravatar service to see if you are using it. The Gravatar service privacy policy is available here: https://automattic.com/privacy/. After approval of your comment, your profile picture is visible to the public in the context of your comment.

Media

If you upload images to the website, you should avoid uploading images with embedded location data (EXIF GPS) included. Visitors to the website can download and extract any location data from images on the website.

Contact forms

Cookies

If you leave a comment on our site you may opt-in to saving your name, email address and website in cookies. These are for your convenience so that you do not have to fill in your details again when you leave another comment. These cookies will last for one year.

If you visit our login page, we will set a temporary cookie to determine if your browser accepts cookies. This cookie contains no personal data and is discarded when you close your browser.

When you log in, we will also set up several cookies to save your login information and your screen display choices. Login cookies last for two days, and screen options cookies last for a year. If you select "Remember Me", your login will persist for two weeks. If you log out of your account, the login cookies will be removed.

If you edit or publish an article, an additional cookie will be saved in your browser. This cookie includes no personal data and simply indicates the post ID of the article you just edited. It expires after 1 day.

Embedded content from other websites

Articles on this site may include embedded content (e.g. videos, images, articles, etc.). Embedded content from other websites behaves in the exact same way as if the visitor has visited the other website.

These websites may collect data about you, use cookies, embed additional third-party tracking, and monitor your interaction with that embedded content, including tracking your interaction with the embedded content if you have an account and are logged in to that website.

Analytics

Who we share your data with

How long we retain your data

If you leave a comment, the comment and its metadata are retained indefinitely. This is so we can recognize and approve any follow-up comments automatically instead of holding them in a moderation queue.

For users that register on our website (if any), we also store the personal information they provide in their user profile. All users can see, edit, or delete their personal information at any time (except they cannot change their username). Website administrators can also see and edit that information.

What rights you have over your data

If you have an account on this site, or have left comments, you can request to receive an exported file of the personal data we hold about you, including any data you have provided to us. You can also request that we erase any personal data we hold about you. This does not include any data we are obliged to keep for administrative, legal, or security purposes.

Where we send your data

Visitor comments may be checked through an automated spam detection service.

Your contact information

Additional information

How we protect your data

What data breach procedures we have in place

What third parties we receive data from

What automated decision making and/or profiling we do with user data

Industry regulatory disclosure requirements

Save settings
Cookies settings