Mesmo com repasse do governo federal superior a R$ 1 mi, alunos da rede pública de Volta Redonda estão sem receber kit alimentação

As consequências do Coronavírus em municípios e estados brasileiros poderão ser medidas de forma mais precisa quando a pandemia chegar ao fim.

Por enquanto, as previsões seguem pessimistas, mesmo com o avanço na distribuição de vacinas pelas autoridades brasileiras. No meio desse turbilhão estão os alunos da rede pública de ensino, que de uma hora para outra se viram obrigados a transformar a maneira de aprender.

Iniciado em março do ano passado, quando medidas mais rígidas de isolamento social foram estabelecidas pelos governantes, o novo formato de ensino inseriu em um mesmo contexto estudantes da fase inicial da educação infantil e acadêmicos de universidades. Cabe aqui ressaltar que, desde então, muitos jovens se viram prejudicados com a falta de recursos tecnológicos, como a internet.

Há reflexo também na alimentação. Afinal, era nas unidades escolares que muitos estudantes da rede pública tinham acesso às refeições. Atualmente, além da sala de aula vazia, a mesa para alimentação segue o mesmo caminho. Em dezenas de municípios, o valor repassado pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), do governo federal, não está sendo disponibilizado às famílias dos estudantes.

Como forma de compensar, as prefeituras do Sul Fluminense assumiram o compromisso de distribuir kits de alimentação aos alunos matriculados na rede pública. A medida passou a ser aplicada após o governo federal alterar a legislação do Pnae para possibilitar a entrega dos alimentos diretamente às famílias dos estudantes. Segundo a mudança, os produtos devem ser distribuídos em forma de kits de alimentação, definidos pela equipe de nutrição local, de acordo com as determinações do programa, como respeitar os hábitos alimentares, a cultura local e a qualidade nutricional e sanitária.  

No início da pandemia, o Município de Volta Redonda distribuiu kits para alunos que faziam as refeições nas unidades. No final de 2020, as famílias foram contempladas com um cartão no valor de R$ 70 para compra de alimentação.

Em 2021, em seis meses do governo do prefeito Neto (DEM), não há informação sobre a concessão de qualquer auxílio. “Recebi em 2020, não eram todos os meses, mas ajudava muito em casa. Este ano ainda não tivemos nenhuma notícia e infelizmente a pandemia parece que não tem dia para acabar”, disse a mãe de um aluno da educação infantil.

Outra mãe, que não quis se identificar e que tem o filho no ensino fundamental, também relatou a situação à Folha do Aço. “Já estamos no meio do ano e nada de ajuda das escolas aos seus alunos e família. No final do ano foi entregue um cartão alimentação, que valor era de R$ 70, e hoje esse valor nem dá para comprar o gás para a família”, comparou.

A reportagem procurou a secretaria de Comunicação do Palácio 17 de Julho, mas não obteve retorno até o fechamento da edição impressa. Segundo a Prefeitura, a distribuição não está sendo feito pois não há condição de atender os 37 mil alunos da rede. Veja a nota na íntegra:

“A Prefeitura de Volta Redonda informa que a merenda é direito de todos os alunos e nas circunstâncias atuais seria impossível que todos os 37.000 alunos da Rede Municipal de Educação fossem atendidos. O recurso repassado pelo PNAE contemplaria uma pequena parcela dos nossos alunos.

Não queremos que aconteça a mesma coisa do ano passado em que vários diretores das nossas unidades escolares viveram a revolta de responsáveis de alunos que não foram contemplados com cestas básicas e cartão alimentação. Entendemos que todos deveriam ser atendidos e seria injusto se apenas uma parcela de alunos fosse beneficiada em detrimento de outros tantos.”

Recursos

Apesar da inércia do governo de Volta Redonda, os recursos continuam sendo destinados aos cofres do Município. É o que revela o Portal da Transparência do governo federal. Nos primeiros seis meses do ano, foram repassados mais de R$ 1 milhão, divididos em três parcelas (em janeiro, fevereiro e março) de R$ 368.892,00.

Outros municípios da região, como Porto Real, seguem distribuindo os kits. Em sua página oficial no Facebook, a Prefeitura do Sul do Estado informou que entregou na última segunda-feira (dia 14) cestas de segurança alimentar aos estudantes da rede municipal de ensino. “Com o objetivo de complementar as necessidades nutricionais do aluno neste período que ele está ausente da escola, nós iniciamos mais uma entrega dos kits, que possuem 18 produtos e 14 itens diferentes”, reforçou o prefeito Alexandre Serfiotis (PSD). Nos meses de abril e maio, também há registro da entrega dos kits às famílias dos estudantes.

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Who we are

Our website address is: http://agazetarm.com.br.

What personal data we collect and why we collect it

Comments

When visitors leave comments on the site we collect the data shown in the comments form, and also the visitor’s IP address and browser user agent string to help spam detection.

An anonymized string created from your email address (also called a hash) may be provided to the Gravatar service to see if you are using it. The Gravatar service privacy policy is available here: https://automattic.com/privacy/. After approval of your comment, your profile picture is visible to the public in the context of your comment.

Media

If you upload images to the website, you should avoid uploading images with embedded location data (EXIF GPS) included. Visitors to the website can download and extract any location data from images on the website.

Contact forms

Cookies

If you leave a comment on our site you may opt-in to saving your name, email address and website in cookies. These are for your convenience so that you do not have to fill in your details again when you leave another comment. These cookies will last for one year.

If you visit our login page, we will set a temporary cookie to determine if your browser accepts cookies. This cookie contains no personal data and is discarded when you close your browser.

When you log in, we will also set up several cookies to save your login information and your screen display choices. Login cookies last for two days, and screen options cookies last for a year. If you select "Remember Me", your login will persist for two weeks. If you log out of your account, the login cookies will be removed.

If you edit or publish an article, an additional cookie will be saved in your browser. This cookie includes no personal data and simply indicates the post ID of the article you just edited. It expires after 1 day.

Embedded content from other websites

Articles on this site may include embedded content (e.g. videos, images, articles, etc.). Embedded content from other websites behaves in the exact same way as if the visitor has visited the other website.

These websites may collect data about you, use cookies, embed additional third-party tracking, and monitor your interaction with that embedded content, including tracking your interaction with the embedded content if you have an account and are logged in to that website.

Analytics

Who we share your data with

How long we retain your data

If you leave a comment, the comment and its metadata are retained indefinitely. This is so we can recognize and approve any follow-up comments automatically instead of holding them in a moderation queue.

For users that register on our website (if any), we also store the personal information they provide in their user profile. All users can see, edit, or delete their personal information at any time (except they cannot change their username). Website administrators can also see and edit that information.

What rights you have over your data

If you have an account on this site, or have left comments, you can request to receive an exported file of the personal data we hold about you, including any data you have provided to us. You can also request that we erase any personal data we hold about you. This does not include any data we are obliged to keep for administrative, legal, or security purposes.

Where we send your data

Visitor comments may be checked through an automated spam detection service.

Your contact information

Additional information

How we protect your data

What data breach procedures we have in place

What third parties we receive data from

What automated decision making and/or profiling we do with user data

Industry regulatory disclosure requirements

Save settings
Cookies settings