Sabesp em São Sebastião instala novo reservatório nesta sexta e Sistema Guaecá amplia armazenamento para 600 mil litros d’água

A Sabesp instala nesta sexta-feira (11) um novo reservatório de 150 mil litros para reforçar o abastecimento na costa sul de São Sebastião.

Com investimentos de R$ 163,7 mil, o novo tanque complementará a reservação do sistema Guaecá, até então composto por 3 reservatórios, ampliando a capacidade de armazenamento para 600 mil litros de água.

Esse reforço beneficiará diretamente 1.350 imóveis localizados nos bairros Barequeçaba e Pitangueiras, que, na alta temporada, recebem grande quantidade de turistas e veranistas, garantindo maior confiabilidade no abastecimento de água. Para a instalação do reservatório na base de concreto já construída no sistema Guaecá, a operação contará com guindaste devido ao espaço restrito e à proximidade com a rede elétrica.

Embora a área de instalação esteja localizada às margens da SP-55, não haverá obstrução da rodovia durante a execução do trabalho, que será iniciado às 12h e tem previsão de término até as 17h. Ainda que a reservação na Costa Sul ganhe esse reforço, a Sabesp orienta a população que use racionalmente a água e ressalta a importância de os imóveis terem reservatório próprio (a caixa-d’água) e adequado ao número de moradores.

Ainda não tem caixa-d’água? Saiba o tamanho adequado para sua residência!

Para saber o tamanho específico da caixa-d´água, há um cálculo baseado no consumo padrão de um imóvel. Uma caixa-d’água de 500 litros, por exemplo, atende plenamente uma residência com três pessoas, com consumo médio de 450 litros por dia (150 litros por pessoa). Para uma família de quatro pessoas, cujo consumo médio seja de 600 litros, o tamanho indicado do reservatório é de 1.000 litros.

Em caso de prédios, restaurantes e outros imóveis onde o consumo de água é maior, é importante consultar a norma da ABNT nº 5.626/98, sobre “Instalação Predial de Água”, que, além de fornecer informações de consumo médio, determina os critérios a serem seguidos no caso de construções de grande porte.

No Litoral Norte, há um grande número de imóveis residenciais que não possuem caixa-d’água própria e que, em casos de reparo em tubulação – serviços de rotina realizados pela Sabesp –, acabam ficando sem água por um período. Situações como essa podem ser evitadas com a aquisição de um reservatório, como determina o decreto estadual 12.342/78.

Por Radar Litoral