Advogada acusada de mandar matar ex-companheiro é presa em Volta Redonda, RJ

Policiais civis de Volta Redonda, coordenados pelo delegado Edézio Ramos, prenderam, na tarde desta quarta-feira (dia 21), na Vila Brasília, a advogada Leydiane Cristina Pereira, de 36 anos. Ela é acusada, segundo a Polícia Civil, de ser “a mentora intelectual” do assassinato de seu ex-companheiro, Francisco Carlos Sciotta da Silva Junior, de 34 anos, morto a tiros no dia 8 de dezembro do ano passado, no Parque das Graças.

De acordo com a Polícia Civil, Willian da Silva, um dos executores do crime, foi preso no bairro São Luís, em Barra Mansa. Ele estava trabalhando no momento da prisão. Outro suspeito do crime, identificado como Bismarck Pereira de Souza, ainda é procurado pelos agentes. Os três envolvidos tiveram o pedido de prisão preventiva expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Volta Redonda.

O delegado Edézio Ramos relatou que no curso da investigação foi descoberto que a vítima, que trabalhava com conserto de máquinas de lavar roupas, havia sido atraída para uma emboscada no Parque das Graças por Willian e Bismarck. No local, Francisco foi morto com vários tiros. A mandante do crime vinha se relacionando com Bismarck, depois de ter terminado com Francisco. A Polícia Civil trabalha com a hipótese que o crime foi motivado por ciúmes.