Câmara aprova criação do Restaurante Solidário em São Lourenço, MG e renegociação de dívidas sem juros

O projeto que institui o Restaurante Solidário em São Lourenço foi aprovado nesta segunda-feira (12/07) durante uma reunião extraordinária.  O texto prevê a disponibilização de refeições ao custo máximo de R$ 2,00 (dois reais) a moradores da cidade em situação de extrema pobreza, ou seja, com renda igual ou inferior a ¼ do salário mínimo vigente (R$275). De acordo com a matéria, migrantes que estejam provisoriamente utilizando o Albergue Municipal ou em situação de rua poderão receber almoço de forma gratuita,  comprovada a falta de condições de custeá-lo.

O projeto 3060/21 também cita que os interessados devem fazer um cadastro e que o mesmo pode ser solicitado de forma emergencial para atendimento de casos excepcionais. Conforme o texto apresentado à Câmara, as pessoas aprovadas na análise do Centro de Referência em Assistência Social receberão uma autorização para entrada no restaurante com validade de seis meses.

Segundo o documento, o objetivo é a inclusão social, por meio da criação de uma rede de proteção alimentar voltada às pessoas nutricionalmente mais vulneráveis. A Prefeitura informou que a administração do local, caso o projeto seja aprovado, ficará a cargo da Secretaria  Municipal de Desenvolvimento Social, sob a supervisão do prefeito e o acompanhamento do Conselho Municipal de Assistência Social – CMAS.

Ainda de acordo com o Poder Executivo, o Restaurante Solidário deve ser instalado na Rua Heitor Modesto, no bairro Estação, próximo à praça, em terreno de propriedade da própria Prefeitura Municipal.  O secretário de Desenvolvimento Social, Marcel Carvalho, disse que a previsão da pasta é atender cerca de 300 pessoas por dia, já incluindo a população de rua.

Renegociação de débitos junto ao SAAE

O projeto que permite o refinanciamento das tarifas de água e esgoto e da taxa de lixo sem a cobrança de juros e  multa foi aprovado na sessão ordinária desta segunda. A medida prevê que o pagamento dos débitos acumulados junto ao SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) entre março de 2020 e junho de 2021 possa ser feito em até 24 parcelas, desde que o valor mínimo de cada uma delas seja de R$ 57. O prazo para a adesão ao programa é de até 60 dias após a publicação da lei.

O projeto enviado pelo Poder Executivo concedia a renegociação para débitos relativos ao período entre  março de 2020 e abril de 2021, mas uma emenda da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final estendeu a contemplação da matéria em dois meses, ou seja, até junho deste ano. O texto foi votado em regime de urgência. De acordo com a Prefeitura, o objetivo é minimizar os impactos econômicos da pandemia.

Atualização financeira

A correção monetária da dívida não incidirá sobre a tarifa de água e esgoto, mas o texto prevê sua aplicação na taxa de lixo. De acordo com a Prefeitura, por se tratar de um tributo, a legislação federal não permite a isenção. No entanto, o projeto de lei complementar 92/2021, que também foi aprovado na sessão, troca o índice de atualização para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que no ano passado ficou acumulado em 4,52%, ao invés do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), cujo valor somado em 2020 foi de 23,14%.

Abertura de Crédito Suplementar

Na mesma sessão, a última ordinária antes do recesso parlamentar, a Câmara autorizou a abertura de crédito suplementar em R$1,5 milhão. A solicitação foi feita pela Prefeitura a fim de efetuar o pagamento de auxílio alimentação, PASEP e o Consórcio Intermunicipal de Saúde. De acordo com o Poder Executivo, para o suporte da despesa será utilizada reserva de contingência.

Por Assessoria de Comunicação

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Who we are

Our website address is: http://agazetarm.com.br.

What personal data we collect and why we collect it

Comments

When visitors leave comments on the site we collect the data shown in the comments form, and also the visitor’s IP address and browser user agent string to help spam detection.

An anonymized string created from your email address (also called a hash) may be provided to the Gravatar service to see if you are using it. The Gravatar service privacy policy is available here: https://automattic.com/privacy/. After approval of your comment, your profile picture is visible to the public in the context of your comment.

Media

If you upload images to the website, you should avoid uploading images with embedded location data (EXIF GPS) included. Visitors to the website can download and extract any location data from images on the website.

Contact forms

Cookies

If you leave a comment on our site you may opt-in to saving your name, email address and website in cookies. These are for your convenience so that you do not have to fill in your details again when you leave another comment. These cookies will last for one year.

If you visit our login page, we will set a temporary cookie to determine if your browser accepts cookies. This cookie contains no personal data and is discarded when you close your browser.

When you log in, we will also set up several cookies to save your login information and your screen display choices. Login cookies last for two days, and screen options cookies last for a year. If you select "Remember Me", your login will persist for two weeks. If you log out of your account, the login cookies will be removed.

If you edit or publish an article, an additional cookie will be saved in your browser. This cookie includes no personal data and simply indicates the post ID of the article you just edited. It expires after 1 day.

Embedded content from other websites

Articles on this site may include embedded content (e.g. videos, images, articles, etc.). Embedded content from other websites behaves in the exact same way as if the visitor has visited the other website.

These websites may collect data about you, use cookies, embed additional third-party tracking, and monitor your interaction with that embedded content, including tracking your interaction with the embedded content if you have an account and are logged in to that website.

Analytics

Who we share your data with

How long we retain your data

If you leave a comment, the comment and its metadata are retained indefinitely. This is so we can recognize and approve any follow-up comments automatically instead of holding them in a moderation queue.

For users that register on our website (if any), we also store the personal information they provide in their user profile. All users can see, edit, or delete their personal information at any time (except they cannot change their username). Website administrators can also see and edit that information.

What rights you have over your data

If you have an account on this site, or have left comments, you can request to receive an exported file of the personal data we hold about you, including any data you have provided to us. You can also request that we erase any personal data we hold about you. This does not include any data we are obliged to keep for administrative, legal, or security purposes.

Where we send your data

Visitor comments may be checked through an automated spam detection service.

Your contact information

Additional information

How we protect your data

What data breach procedures we have in place

What third parties we receive data from

What automated decision making and/or profiling we do with user data

Industry regulatory disclosure requirements

Save settings
Cookies settings