Começa o período de recuperação intensiva nas escolas estaduais de São Paulo

Começou nesta segunda-feira, 19, nas escolas estaduais de São Paulo o período de Recuperação Intensiva. A ação da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) vai atender, entre os dias 19 e 30 de julho, estudantes do ensino fundamental e do ensino médio com desempenho escolar insatisfatório ou com frequência inferior a 75% em Língua Portuguesa ou Matemática (ou ambas) no 1º ou 2º bimestres.

A recuperação, contudo, prioriza estudantes dos 1º, 2º, 5º e 9º anos do ensino fundamental e 3ª série do ensino médio.

O reforço de aprendizagem ocorrerá de forma presencial, com turmas entre 5 e 20 estudantes, seguindo os protocolos de saúde do Plano São Paulo, e contará com apoio do Centro de Mídias São Paulo (CMSP) no complemento do processo de aprendizagem dos estudantes.

Depois de confirmar a participação dos estudantes para pais e responsáveis, cada escola organizará a quantidade de aulas e carga horária, de acordo com necessidade estudantil e disponibilidade de professores.

No período diurno, cada estudante que participar da recuperação realizará no mínimo 5 e no máximo 25 aulas semanais. Já no noturno, a variação permitida é entre 5 e 20 aulas por semana.

Haverá oferta de merenda escolar.Na recuperação de Língua Portuguesa para Anos Finais e Ensino Médio (do 6° ano à 3ª série), a prioridade de atribuição de aulas é para docentes habilitados em Língua Portuguesa, Inglês ou Artes e Ciências Humanas, nesta ordem. Em Matemática, também podem atuar professores habilitados em Ciências da Natureza.

Para Anos Iniciais (do 1º ao 5º ano), todos os professores da Educação Básica I estão aptos. No 6º ano do Ensino Fundamental, também podem ser atribuídas aulas ao Professor Educação Básica I, conforme a necessidade de aprendizagem dos estudantes.

A necessidade de contratação docente vai depender da indicação de cada escola à Diretoria Educacional (DE).O processo de recuperação é comentado pelo Secretário Estadual da Educação, Rossieli Soares.

“É mais uma chance para que os estudantes com dificuldades possam recuperar aprendizados fundamentais de Língua Portuguesa e Matemática. Isso vai contribuir de maneira direta para que esse grupo consiga melhorar o acompanhamento das aulas no decorrer do ano letivo”, diz.

As escolas estaduais terão flexibilidade para organizar grupos de estudantes de diferentes anos/séries, formando agrupamentos com estudantes que apresentem necessidades de aprendizagem semelhantes, considerando habilidades e faixa etária.

Estudantes com deficiência múltipla, intelectual, visual, física, transtorno do espectro autista e altas habilidades/superdotação poderão contar com professor da educação especial, que apoiará o professor regente, por meio do ensino colaborativo.

Já estudantes com deficiência auditiva/surdez poderão contar com apoio do intérprete de libras.Escolas aptasA ação vai ocorrer nas unidades escolares estaduais que oferecem cursos regulares de ensino fundamental e médio.

As escolas do PEI (Programa de Ensino Integral) e ETI (Escolas de Tempo Integral) também estão inseridas no projeto.Não serão contemplados estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA), indígenas, ao Atendimento Socioeducativo, do Programa de Educação nas Prisões (PEP), dos Centros de Línguas (CEL), e as escolas localizadas em municípios que não autorizaram o retorno das aulas de forma presencial.

No caso de escolas quilombolas e de comunidades tradicionais, poderão ocorrer aulas caso sejam permitidas aulas presenciais nos municípios durante o período, desde que as comunidades estejam de acordo com sua realização.

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Who we are

Our website address is: http://agazetarm.com.br.

What personal data we collect and why we collect it

Comments

When visitors leave comments on the site we collect the data shown in the comments form, and also the visitor’s IP address and browser user agent string to help spam detection.

An anonymized string created from your email address (also called a hash) may be provided to the Gravatar service to see if you are using it. The Gravatar service privacy policy is available here: https://automattic.com/privacy/. After approval of your comment, your profile picture is visible to the public in the context of your comment.

Media

If you upload images to the website, you should avoid uploading images with embedded location data (EXIF GPS) included. Visitors to the website can download and extract any location data from images on the website.

Contact forms

Cookies

If you leave a comment on our site you may opt-in to saving your name, email address and website in cookies. These are for your convenience so that you do not have to fill in your details again when you leave another comment. These cookies will last for one year.

If you visit our login page, we will set a temporary cookie to determine if your browser accepts cookies. This cookie contains no personal data and is discarded when you close your browser.

When you log in, we will also set up several cookies to save your login information and your screen display choices. Login cookies last for two days, and screen options cookies last for a year. If you select "Remember Me", your login will persist for two weeks. If you log out of your account, the login cookies will be removed.

If you edit or publish an article, an additional cookie will be saved in your browser. This cookie includes no personal data and simply indicates the post ID of the article you just edited. It expires after 1 day.

Embedded content from other websites

Articles on this site may include embedded content (e.g. videos, images, articles, etc.). Embedded content from other websites behaves in the exact same way as if the visitor has visited the other website.

These websites may collect data about you, use cookies, embed additional third-party tracking, and monitor your interaction with that embedded content, including tracking your interaction with the embedded content if you have an account and are logged in to that website.

Analytics

Who we share your data with

How long we retain your data

If you leave a comment, the comment and its metadata are retained indefinitely. This is so we can recognize and approve any follow-up comments automatically instead of holding them in a moderation queue.

For users that register on our website (if any), we also store the personal information they provide in their user profile. All users can see, edit, or delete their personal information at any time (except they cannot change their username). Website administrators can also see and edit that information.

What rights you have over your data

If you have an account on this site, or have left comments, you can request to receive an exported file of the personal data we hold about you, including any data you have provided to us. You can also request that we erase any personal data we hold about you. This does not include any data we are obliged to keep for administrative, legal, or security purposes.

Where we send your data

Visitor comments may be checked through an automated spam detection service.

Your contact information

Additional information

How we protect your data

What data breach procedures we have in place

What third parties we receive data from

What automated decision making and/or profiling we do with user data

Industry regulatory disclosure requirements

Save settings
Cookies settings