Ex-prefeito cassado de Ilhabela, SP por suspeita de fraude em licitação tem novamente bens bloqueados pela Justiça

Segundo decisão, Márcio Tenório teria aprovado diversas contratações de serviços de uma empresa de iluminação e sonorização para eventos sem licitação. Ao menos oito eventos foram feitos alegando situação de emergência para a contratação da mesma empresa.

Prefeito cassado de Ilhabela, Márcio Tenório — Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Justiça determinou um novo bloqueio de bens do ex-prefeito cassado de Ilhabela, Márcio Tenório. De acordo com a decisão, vão ser bloqueados cerca de R$ 2 milhões. O valor teria sido usado em contratos feitos sem licitação para serviços de uma empresa de iluminação e sonorização para eventos. Esta é a segunda restrição imposta contra o ex-político neste mês.

A decisão foi publicada nesta quinta-feira (15) e teve como base contratações consideradas ilegais tomadas pela prefeitura no ano de 2017. De acordo com o documento, a prefeitura alegava caráter de urgência e fazia a contratação sem licitação beneficiando uma empresa de Ribeirão Pires.

Veja a lista de eventos apontados como suspeitos pela justiça:

  • Jazz Week
  • Ilhabela in Jazz
  • Festival da Cerveja
  • Miss Brasil
  • Pré Jazz
  • Festival do Camarão
  • Aniversário da cidade
  • 3ª Edição do Ilhabela Sunset

Com isso, a decisão determinou o bloqueio de bens no valor das contratações, avaliado em R$ 1,8 milhão, além de multa de R$ 169 mil. São réus no processo, além de Márcio Tenório, outras três pessoas e a empresa que realizava os serviços para a prefeitura.

A reportagem procurou a defesa do ex-prefeito de Ilhabela, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

O mandato de Tenório foi cassado em maio de 2019, após ser investigado por irregularidades em um contrato para evento que foi pago, mas não aconteceu. A sucessora de Márcio, Gracinha (PSD), também teve o bloqueio de bens determinado pela Justiça sob suspeita de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito, mas recorre da decisão.

Primeiro bloqueio

O primeiro bloqueio dos bens de Márcio Tenório foi determinado no dia 8 de julho deste ano. No caso, o ex-prefeito e outras seis pessoas são rés em uma ação do Ministério Público que apontou que um imóvel onde seria instalado o Centro de Referência da Mulher, no Perequê, teve o valor de mercado superfaturado antes de ser comprado pela prefeitura em 2017.

De acordo com a investigação, antes que houvesse a desapropriação com a declaração de utilidade pública do imóvel foi feita uma avaliação de preço com a intenção de superfaturar o valor a ser pago ao casal dono do local. O valor da cotação foi de R$ 9,9 milhões, enquanto foram pagos R$ 6,5 milhões.

À época, a defesa de Tenório foi procurada e informou que “respeita a decisão, mas não concorda com o que foi definido. Afirma que a obra foi feita dentro da legalidade, atendendo o interesse público, em um valor abaixo do mercado”. Também foi dito que o ex-prefeito iria recorrer da decisão.

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Who we are

Our website address is: http://agazetarm.com.br.

What personal data we collect and why we collect it

Comments

When visitors leave comments on the site we collect the data shown in the comments form, and also the visitor’s IP address and browser user agent string to help spam detection.

An anonymized string created from your email address (also called a hash) may be provided to the Gravatar service to see if you are using it. The Gravatar service privacy policy is available here: https://automattic.com/privacy/. After approval of your comment, your profile picture is visible to the public in the context of your comment.

Media

If you upload images to the website, you should avoid uploading images with embedded location data (EXIF GPS) included. Visitors to the website can download and extract any location data from images on the website.

Contact forms

Cookies

If you leave a comment on our site you may opt-in to saving your name, email address and website in cookies. These are for your convenience so that you do not have to fill in your details again when you leave another comment. These cookies will last for one year.

If you visit our login page, we will set a temporary cookie to determine if your browser accepts cookies. This cookie contains no personal data and is discarded when you close your browser.

When you log in, we will also set up several cookies to save your login information and your screen display choices. Login cookies last for two days, and screen options cookies last for a year. If you select "Remember Me", your login will persist for two weeks. If you log out of your account, the login cookies will be removed.

If you edit or publish an article, an additional cookie will be saved in your browser. This cookie includes no personal data and simply indicates the post ID of the article you just edited. It expires after 1 day.

Embedded content from other websites

Articles on this site may include embedded content (e.g. videos, images, articles, etc.). Embedded content from other websites behaves in the exact same way as if the visitor has visited the other website.

These websites may collect data about you, use cookies, embed additional third-party tracking, and monitor your interaction with that embedded content, including tracking your interaction with the embedded content if you have an account and are logged in to that website.

Analytics

Who we share your data with

How long we retain your data

If you leave a comment, the comment and its metadata are retained indefinitely. This is so we can recognize and approve any follow-up comments automatically instead of holding them in a moderation queue.

For users that register on our website (if any), we also store the personal information they provide in their user profile. All users can see, edit, or delete their personal information at any time (except they cannot change their username). Website administrators can also see and edit that information.

What rights you have over your data

If you have an account on this site, or have left comments, you can request to receive an exported file of the personal data we hold about you, including any data you have provided to us. You can also request that we erase any personal data we hold about you. This does not include any data we are obliged to keep for administrative, legal, or security purposes.

Where we send your data

Visitor comments may be checked through an automated spam detection service.

Your contact information

Additional information

How we protect your data

What data breach procedures we have in place

What third parties we receive data from

What automated decision making and/or profiling we do with user data

Industry regulatory disclosure requirements

Save settings
Cookies settings