Miguel Pereira, RJ recebe unidade Casa do Trabalhador

O novo conceito do programa visa mais benefícios para a população

Com o objetivo de encurtar a distância entre os moradores da região Centro-Sul Fluminense e os serviços da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda, será inaugurada, no dia 5 de julho de 2021, às 16 horas, a primeira Casa do Trabalhador da região, em Miguel Pereira.

Localizada na Avenida Presidente John Kennedy, 157, Centro de Miguel Pereira, a unidade tem o objetivo de ampliar a oferta de políticas de trabalho, emprego e geração de renda do município e se apresenta como um ambiente para o incentivo e a oferta de qualificação, formação e preparação da população, em atendimento às exigências do mercado de trabalho.

“Inaugurar uma unidade Casa do Trabalhador é investir na capacitação da população fluminense. É dar mais um passo em busca da melhora da empregabilidade do nosso Estado”, disse o secretário de Trabalho e Renda, Léo Vieira.

Criada em 2013, a Casa do Trabalhador busca estimular a formação e a qualificação dos cidadãos. Atualmente, existem sete unidades implantadas e em funcionamento no Estado – Manguinhos, Itatiaia, Guadalupe, Ilha do Governador, Nova Friburgo, Petrópolis e Seropédica. Entre os benefícios oferecidos com a implantação de uma unidade Casa do Trabalhador, destaca-se o desenvolvimento de ações de apoio ao trabalhador para sua inserção, reinserção e manutenção no mercado de trabalho, através do alinhamento entre a qualificação profissional e as demandas locais. Também são possíveis parcerias e acordos com diferentes instituições, visando o oferecimento de cursos, palestras e oficinas dos mais diversos assuntos de interesse do trabalhador e do potencial de trabalho da região.

Além dos serviços citados, o programa Casa do Trabalhador está passando por uma ampliação que prevê a inclusão de novos conceitos ligados ao programa, entre eles a oferta de serviços de intermediação de mão de obra, orientação sobre Carteira de Trabalho Digital, o foco na oferta de serviços ao público dos projetos Geração Futuro (de 14 a 24 anos) e Geração Prateada (60+), além da inserção de um espaço EDITE – Estação Digital de Trabalho – e da promoção de novas ações de incentivo ao empreendedorismo.

A população estimada de Miguel Pereira, em 2020, era de 26 mil pessoas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A mesma fonte destaca que em 2018 a população ocupada local era de 20,4%. 

Por Ascom