Prefeito André Português inaugura Casa do Trabalhador em Miguel Pereira

Com o objetivo de ampliar a oferta de políticas de trabalho, emprego e geração de renda, o prefeito de Miguel Pereira, André Português inaugurou, ao lado do Secretário de Trabalho e Renda, Léo Vieira, a Casa do Trabalhador na cidade. A iniciativa da Secretaria de Trabalho vai oferecer cursos de qualificação para a população por meio de parcerias com instituições locais. A unidade de Miguel Pereira deve realizar, em média, 100 atendimentos por mês. 

A unidade vai funcionar em parceira com a Faetec e o Sine, criando um Centro Vocacional Tecnológico visando o oferecimento de cursos, palestras e oficinas focados nas vagas oferecidas pela Carga. Estima-se que, a partir da segunda quinzena de julho, sejam ministradas palestras e cursos profissionalizantes para os interessados. Também serão possíveis parcerias e acordos com diferentes instituições para oferta de mais cursos. 

A Casa do Trabalhador fica localizada na Av. Presidente John Kennedy, 157, Centro, com funcionamento de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h. Atualmente, existem outras seis unidades do programa implantadas no estado do Rio de Janeiro – Manguinhos, Itatiaia, Guadalupe, Ilha do Governador, N Friburgo e Petrópolis, estas últimas duas inauguradas durante o Governo Presente na Região Serrana. 

– A Casa do Trabalhador tem a finalidade de inserir e reinserir o trabalhador no mercado de trabalho, qualificando e requalificando a mão de obra, atendendo às demandas locais. A Casa do Trabalhador será integrada ao Sine, Faetec, Prefeitura e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O trabalho e o emprego são uma soma de coisas. É preciso qualificar os profissionais do município e prepará-los para nosso crescimento nos ramos de turismo., finalizou o prefeito. 

Além dos serviços citados, o programa Casa do Trabalhador está passando por uma ampliação com a inclusão de novos conceitos ligados ao programa, entre eles a oferta de serviços de intermediação de mão de obra, orientação sobre Carteira de Trabalho Digital, o foco na oferta de serviços ao público dos projetos Geração Futuro (de 14 a 24 anos) e Geração Prateada (60+), além da inserção de um espaço EDITE – Estação Digital de Trabalho – e da promoção de novas ações, que visam a qualificação e o incentivo ao empreendedorismo. 

A Casa do Trabalhador de Miguel Pereira será a primeira unidade do programa na região Centro-Sul Fluminense e se apresenta como um ambiente para políticas públicas de emprego e renda que incentiva e oferece qualificação, formação e preparação da população, em atendimento as exigências do mercado de trabalho. 

Por Louise Furtado | Assessoria de Imprensa PMMP