Vereadores de Taubaté, SP propõem título de honra a ex-servidor flagrado agredindo casal durante despejo

Por ação de Jarbas Nogueira Martins enquanto diretor de segurança, a prefeitura foi condenada a pagar R$ 40 mil em indenização a casal agredido em despejo considerado ilegal pela justiça.

Gerente da prefeitura é investigado por agredir morador — Foto: Reprodução

Vereadores de Taubaté querem conceder o título de cidadão taubateano ao ex-gerente de segurança, Jarbas Nogueira Martins, flagrado em vídeo agredindo um morador por um despejo irregular. Por causa da conduta de Jarbas, a prefeitura chegou a ser condenada a pagar R$ 40 mil de indenização a um casal agredido e devolver o imóvel que à época foi tomado (leia mais abaixo).

O pedido foi feito pelo vereador Boanerge (PTB), que à época do flagrante era diretor do setor em que Jarbas trabalhava como comissionado. No pedido, o parlamentar alegou que a honra é pelos 23 anos de trabalho do ex-servidor como Policial Militar.

Além de Boanerges, assinaram o documento outros seis parlamentares como vice-autores: Adriano Coletor Tigrão (Cidadania), Alberto Barreto (PRTB), Diego Fonseca (PSDB), Douglas Carbonne (Democratas), Elisa Representa Taubaté (Cidadania), Jessé Silva (PL) e João Henrique Dentinho (PSL).

De acordo com a câmara, ele ainda precisa ser discutido e votado. Não há prazo para que isso ocorra.

A reportagem procurou o vereador Boanerges para comentar a proposta, mas ele não foi encontrado pela reportagem.

Despejo ilegal e agressão

Jarbas Nogueira Martins foi flagrado em vídeo em 2018 agredindo um morador de um conjunto popular da prefeitura durante um despejo (veja vídeo abaixo). Na ação, ele levou detentos do regime semiaberto para desocupar o imóvel que era da família. A alegação é de que eles teriam abandonado o local, apesar da imagem mostrar a remoção de móveis.

À época, a prefeitura informou que abriu uma sindicância para apurar o caso, mas o processo foi arquivado porque a agressão, apesar de filmada, não havia sido registrada na Polícia Civil. No processo, a defesa cita que as vítimas estiveram na delegacia por três vezes, mas que os agentes se recusaram a fazer o registro.

O casal acionou a prefeitura na justiça pedindo indenização pela ação e devolução imóvel. De acordo com a defesa, com a exposição do caso, a mulher foi demitida do emprego e para honrar os pagamentos da casa, passaram a morar de favor, mas em casas separadas. A gestão foi condenada a pagar indenização de R$ 20 mil para cada um dos moradores – total de R$ 40 mil.

Apesar da decisão e do prejuízo aos cofres públicos e de outras ações movidas pela defensoria contra a ação apontando o mesmo servidor, Jarbas Nogueira seguiu como funcionário da prefeitura, deixando a gestão apenas na troca de mandato dos prefeitos. À época das ações de reintegração, a prefeitura alegou que foram desocupados 62 imóveis com ações de iniciativa própria, ação considerada ilegal.

Texto é de autoria do vereador Boanerges (PTB) — Foto: Divulgação/Câmara de Taubaté
Foto: Divulgação/Câmara de Taubaté

Título de honra

O título de cidadão taubateano é oferecido pelo legislativo a pessoas que tiveram alguma atuação de destaque na cidade, mas que não são naturais do município. No caso de Jarbas, ele é de São Paulo.

Pelas regras da casa, entre os pontos a serem observados para conceder o título estão que o homenageado não tenha ou faça:

  • Negação dos fundamentos relativos a soberania nacional, regime democrático, pluripartidarismo e direitos fundamentais da pessoa humana;
  • Improbidade administrativa;
  • Corrupção;
  • Incontinência pública e conduta escandalosa.
We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Who we are

Our website address is: http://agazetarm.com.br.

What personal data we collect and why we collect it

Comments

When visitors leave comments on the site we collect the data shown in the comments form, and also the visitor’s IP address and browser user agent string to help spam detection.

An anonymized string created from your email address (also called a hash) may be provided to the Gravatar service to see if you are using it. The Gravatar service privacy policy is available here: https://automattic.com/privacy/. After approval of your comment, your profile picture is visible to the public in the context of your comment.

Media

If you upload images to the website, you should avoid uploading images with embedded location data (EXIF GPS) included. Visitors to the website can download and extract any location data from images on the website.

Contact forms

Cookies

If you leave a comment on our site you may opt-in to saving your name, email address and website in cookies. These are for your convenience so that you do not have to fill in your details again when you leave another comment. These cookies will last for one year.

If you visit our login page, we will set a temporary cookie to determine if your browser accepts cookies. This cookie contains no personal data and is discarded when you close your browser.

When you log in, we will also set up several cookies to save your login information and your screen display choices. Login cookies last for two days, and screen options cookies last for a year. If you select "Remember Me", your login will persist for two weeks. If you log out of your account, the login cookies will be removed.

If you edit or publish an article, an additional cookie will be saved in your browser. This cookie includes no personal data and simply indicates the post ID of the article you just edited. It expires after 1 day.

Embedded content from other websites

Articles on this site may include embedded content (e.g. videos, images, articles, etc.). Embedded content from other websites behaves in the exact same way as if the visitor has visited the other website.

These websites may collect data about you, use cookies, embed additional third-party tracking, and monitor your interaction with that embedded content, including tracking your interaction with the embedded content if you have an account and are logged in to that website.

Analytics

Who we share your data with

How long we retain your data

If you leave a comment, the comment and its metadata are retained indefinitely. This is so we can recognize and approve any follow-up comments automatically instead of holding them in a moderation queue.

For users that register on our website (if any), we also store the personal information they provide in their user profile. All users can see, edit, or delete their personal information at any time (except they cannot change their username). Website administrators can also see and edit that information.

What rights you have over your data

If you have an account on this site, or have left comments, you can request to receive an exported file of the personal data we hold about you, including any data you have provided to us. You can also request that we erase any personal data we hold about you. This does not include any data we are obliged to keep for administrative, legal, or security purposes.

Where we send your data

Visitor comments may be checked through an automated spam detection service.

Your contact information

Additional information

How we protect your data

What data breach procedures we have in place

What third parties we receive data from

What automated decision making and/or profiling we do with user data

Industry regulatory disclosure requirements

Save settings
Cookies settings