Concessão da Dutra prevê 44 km de marginais no Vale do Paraíba

Edital também aponta para novas obras nos nove primeiros anos da concessão

Dutra (Rogério Marques)
Foto: Rogério Marques

A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) incluiu a execução de 44 quilômetros de marginais em trechos da Via Dutra que cortam o Vale do Paraíba no edital para a nova concessão da rodovia. O leilão está marcado para 29 de outubro deste ano.

De acordo com o documento da ANTT, foram contemplados trechos de marginais em cinco cidades da região.

Há marginais previstas entre Lorena e Guaratinguetá, com 4 quilômetros de extensão entre os km 56,2 e 60,2. Em Taubaté, a marginal terá 12,5 km entre os km 104,9 e 117,4.

Entre os km 127,7 e 131,3, com uma extensão de 3,6 km, haverá via marginal em Caçapava.

O maior trecho de marginal está previsto entre Caçapava e Jacareí, passando por São José dos Campos, como reivindicavam prefeitos da região.

OBRAS

O edital para o leilão também prevê a construção da Nova Serra das Araras, no Rio de Janeiro, a implantação de faixas adicionais –356,7 km no trecho paulista– e mais 104,9 km de faixas marginais ao longo da estrada no estado de São Paulo. As obras deverão ser concluídas nos primeiros nove anos da concessão.

O governo também espera que a Rio-Santos seja duplicada. Os 80,1 km da rodovia deverão ser duplicados, entre os km 416 e 496,1, entre o sexto e o nono ano da concessão.

Por O Vale