Contrariando previsão, Santa Casa de Aparecida não fecha UTI Covid e tem 100% de leitos ocupados

Hospital tem retomada de cirurgias eletivas; fila para atendimento chegou a 1,5 mil pacientes; procedimentos para até 17 municípios estavam suspensos há um ano

O Pronto Atendimento de Aparecida; cidade segue com ocupação total de leitos de UTI Covid-19 (Foto: Arquivo Atos)

Diferente da previsão feita pela Santa Casa de Aparecida, a ala da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Covid-19 do hospital não será fechada no fim deste mês. A administração da unidade previa o fechamento do espaço destinado a casos específicos de pacientes que se tratam do coronavírus, devido a diminuição da demanda. Mas em dez dias, a UTI voltou a registrar 100% de ocupação, percentual que dura até hoje. Outra medida aguardada é a retomada do atendimento em cirurgias eletivas, procedimentos médicos que não são emergenciais.

A previsão sobre a estrutura contra a Covid-19 foi feita no início do mês. Na época, o administrador, Frei Bartolomeu Schultz, confirmou que a unidade poderia ser fechada, devido à baixa demanda de internações de casos graves. Porém, o que foi registrado nas últimas semanas, é o contrário da realidade do começo de agosto. “Existia sim uma previsão dos fechamentos de leitos da UTI Covid, porém, como tivemos um aumento de casos de pacientes necessitando de suporte em UTI, não vamos caminhar com o fechamento dela em 31 de agosto. Possivelmente, ficaremos com ela até 30 de setembro, mediante à percepção dos casos de novo coronavírus, vamos tomando as decisões com a DRS (Diretoria Regional de Saúde) de Taubaté”, afirmou.

Segundo o administrador, no começo do mês o percentual de ocupação era de 50%. Hoje, o hospital trabalha com lotação máxima da UTI para Covid, com dez pacientes internados. “Essa ocupação se mantém constante, porque a permanência de um paciente na UTI Covid é maior, de 10, 15, 20 dias, dependendo do grau que a doença afetou a pessoa”.

Ainda de acordo com o hospital, as internações de pacientes de casos graves vão na contramão do número de pessoas que deram entrada na parte clínica, para casos leves. Hoje, são trinta leitos da ala clínica e oito pacientes internados.

Cirurgias eletivas – O hospital havia suspendido os atendimentos há um ano, quando o município voltou a ter um pico de casos e internações de pessoas com a Covid-19. Na época, a medida foi tomada para que a administração hospitalar voltasse a atenção aos casos graves da pandemia.

O tempo de espera de aproximadamente 14 meses fez com que o número de pacientes aguardando pelas cirurgias saltasse de quinhentos, antes da suspensão, para o triplo atualmente. O hospital é referência para as 17 cidades da região e a demanda de procedimentos cirúrgicos é crescente a cada semana. “A Santa Casa está com quinhentos pacientes prontos, aguardando somente para a sala cirúrgica, para cirurgias geral, ginecológica, de ortopedia, vascular e também de otorrino, e a gente acredita que deva ter pelo menos 1,5 mil pessoas aguardando cirurgias pelo tempo que ficamos sem atender”, contou o administrador do hospital, frei Bartolomeu Schultz.

Segundo Schultz, os primeiros quinhentos pacientes a serem atendidos, já aguardavam pelos procedimentos e estavam com exames em dia. Eles estão sendo chamados para os procedimentos na Santa Casa, que tiveram início na última semana. Até o fim deste mês, serão realizadas pelo menos sessenta cirurgias. A expectativa é de que sejam feitas oitenta intervenções por mês. “Possivelmente vamos chegar a isso em setembro”, explicou o administrador do hospital.

As cirurgias são pactuadas junto ao Estado de São Paulo, por meio do sistema Cross (Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde) e os repasses estão em dia.

O hospital monitora a situação de momento da pandemia para dar continuidade aos procedimentos. Em caso de novos picos da Covid-19, as intervenções devem ser novamente suspensas.

Por Jornal Atos

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Who we are

Our website address is: http://agazetarm.com.br.

What personal data we collect and why we collect it

Comments

When visitors leave comments on the site we collect the data shown in the comments form, and also the visitor’s IP address and browser user agent string to help spam detection.

An anonymized string created from your email address (also called a hash) may be provided to the Gravatar service to see if you are using it. The Gravatar service privacy policy is available here: https://automattic.com/privacy/. After approval of your comment, your profile picture is visible to the public in the context of your comment.

Media

If you upload images to the website, you should avoid uploading images with embedded location data (EXIF GPS) included. Visitors to the website can download and extract any location data from images on the website.

Contact forms

Cookies

If you leave a comment on our site you may opt-in to saving your name, email address and website in cookies. These are for your convenience so that you do not have to fill in your details again when you leave another comment. These cookies will last for one year.

If you visit our login page, we will set a temporary cookie to determine if your browser accepts cookies. This cookie contains no personal data and is discarded when you close your browser.

When you log in, we will also set up several cookies to save your login information and your screen display choices. Login cookies last for two days, and screen options cookies last for a year. If you select "Remember Me", your login will persist for two weeks. If you log out of your account, the login cookies will be removed.

If you edit or publish an article, an additional cookie will be saved in your browser. This cookie includes no personal data and simply indicates the post ID of the article you just edited. It expires after 1 day.

Embedded content from other websites

Articles on this site may include embedded content (e.g. videos, images, articles, etc.). Embedded content from other websites behaves in the exact same way as if the visitor has visited the other website.

These websites may collect data about you, use cookies, embed additional third-party tracking, and monitor your interaction with that embedded content, including tracking your interaction with the embedded content if you have an account and are logged in to that website.

Analytics

Who we share your data with

How long we retain your data

If you leave a comment, the comment and its metadata are retained indefinitely. This is so we can recognize and approve any follow-up comments automatically instead of holding them in a moderation queue.

For users that register on our website (if any), we also store the personal information they provide in their user profile. All users can see, edit, or delete their personal information at any time (except they cannot change their username). Website administrators can also see and edit that information.

What rights you have over your data

If you have an account on this site, or have left comments, you can request to receive an exported file of the personal data we hold about you, including any data you have provided to us. You can also request that we erase any personal data we hold about you. This does not include any data we are obliged to keep for administrative, legal, or security purposes.

Where we send your data

Visitor comments may be checked through an automated spam detection service.

Your contact information

Additional information

How we protect your data

What data breach procedures we have in place

What third parties we receive data from

What automated decision making and/or profiling we do with user data

Industry regulatory disclosure requirements

Save settings
Cookies settings