Cruzeiro registra três assassinatos em apenas cinco dias

Jovem é morto a tiros no Vila Maria na última quarta-feira; Polícia Civil segue no rastro para identificar os autores

Terceira cidade mais violenta da região no primeiro semestre do ano, Cruzeiro enfrenta também um início de agosto sangrento. Com o assassinato de um jovem de 19 anos na noite da última quarta-feira (11), o município atingiu a preocupante marca de três homicídios em apenas cinco dias.

A mais nova vítima da violência em Cruzeiro foi o morador do bairro Vila Batista, Leandro Gabriel, morto a tiros no bairro Vila Maria. De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada por moradores da rua Álvaro Moitinho Neiva, por volta das 23h da última quarta-feira, que relataram ter ouvido diversos disparos de arma de fogo.

Ao chegarem no local indicado, a PM e o Corpo de Bombeiros se depararam com o jovem morto no chão. A vítima foi alvejada nas regiões da cabeça e das costas.

Segundo a Polícia Civil, um inquérito foi aberto para tentar identificar o atirador. Durante esta semana, a corporação deverá coletar depoimentos de familiares de Leandro e analisar as imagens de câmeras de videomonitoramento da região do crime.

O assassinato do jovem foi o terceiro registrado em Cruzeiro em agosto. O primeiro caso ocorreu no último dia 7, vitimando Rodrigo de Andrade Inácio, que não teve sua idade divulgada.

Segundo o boletim de ocorrência, o homem caminhava pela avenida Reinaldo Elisei, no bairro Vila Batista, quando foi surpreendido por um motociclista, por volta das 23 h. Atingido por diversos disparos de arma de fogo, Inácio morreu no local.

Já o segundo assassinato aconteceu no último dia 9, no bairro Lagoa Dourada. De acordo com a secretaria de Segurança Pública do Estado, um servente de pedreiro Sidinei da Silveira Santos, o conhecido “Nei Hulk”, de 53 anos, foi morto a tiros após abrir o portão de sua casa, que fica às margens da estrada Manoel de Andrade Vilela.

Os homicídios dolosos (quando existe a intenção de matar) seguem sendo investigados pela Polícia Civil, que tenta identificar os assassinos.

Semestre – De acordo com os dados divulgados pela SSP no último dia 3, Cruzeiro contabiliza 16 vítimas de assassinato no primeiro semestre do ano. Com os casos, o munícipio é o terceiro com mais registros na RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte), ficando atrás apenas de Taubaté (24) e São José dos Campos (20).

Em comparação com o mesmo período de 2020, Cruzeiro teve em 2021 uma morte violenta a mais, representando um aumento de 6%.