Bandidos sequestram helicóptero em Angra dos Reis, mas desistem após piloto reagir e simular queda da aeronave

Dois homens sequestraram um helicóptero particular, na tarde deste domingo (dia 19), em Angra dos Reis, apontando uma arma para o piloto. Eles queriam que ele voasse até o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, no Rio, para resgatar um preso. O piloto Adonis Lopes, que também é piloto da Polícia Civil desde 1988, conseguiu evitar o plano ao reagir e simular a queda da aeronave sobre o 14º BPM Batalhão de Polícia Militar, em Bangu, o que fez os criminosos desistirem da empreitada.

Segundo o piloto, os bandidos fugiram numa área de mata, em Niterói, para onde concordaram em ser levados. Os fatos foram confirmados pela Secretaria de Estado de Polícia Civil. Pelo que foi apurado, os dois bandidos contrataram um passeio para sobrevoar a praia dos Ossos, em Angra dos Reis.

Na volta, ameaçaram o piloto com uma arma e ordenaram que ele se dirigisse ao ”complexo”, numa referência ao complexo penitenciário de Bangu. Por um código, o piloto conseguiu avisar autoridades da aviação que estava ocorrendo uma “interferência indevida” a bordo. Quando sobrevoava o batalhão de Bangu, o piloto fez a manobra para simular a queda.

Ao mesmo tempo, entrou em luta corporal com a dupla que, na iminência de a aeronave cair, o deixaram voltar a pilotar. Ele, então, voou até Niterói, onde os criminosos fugiram para uma região de mata. O caso foi encaminhado para a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco).