Bosque da Memória é inaugurado em Itanhandu

Uma homenagem às vítimas da Covid-19 do município

A data de 7 de setembro é marcante para Itanhandu, e agora ficará ainda mais. Em comemoração aos 98 anos de emancipação político-administrativa do município foi inaugurado o Bosque da Memória, uma homenagem às vítimas da Covid-19 do município.

Muitos itanhanduenses estiveram no momento que foi repleto de emoção. No bosque, foi realizado o plantio de 57 mudas de Ipê. Em uma publicação em suas redes sociais, Aline Silva menciona que o “bosque foi idealizado na primeira reunião de secretários dessa gestão, pela Stella Guida e do saudoso prefeito Carlos Fonseca, que sequer imaginávamos que estaria entre os homenageados”, revela.

A idealização foi concretizada pelo atual prefeito Paulo Henrique Pinto Monteiro, que realizou com carinho para que o espaço fosse inaugurado a beira da linha férrea.

Uma das maiores tristezas dos familiares que tiveram perdas mediante a Covid-19, além de não teram mais aquela pessoa querida ao seu lado, é não poder se despedir. Aline Silva revela que “com o plantio dos ipês, essas famílias tiveram oportunidade de ressignificar o luto, o velório não vivenciado. Ao mesmo tempo, os ipês nos lembram da ESPERANÇA em dias melhores”, ressalta.

O espaço já é marcante ao município de Itanhandu, que em suas árvores de ipê demostrarão o significado da vida nova, e a esperança de novo tempo.

Por Aline Silva

Fotos: Pierre Caetano Ferreira / Aline Silva