Ilhabela inicia trabalho para implantação de saneamento por biodigestores no Bonete

Iniciaram as atividades de campo para a implantação do novo sistema de saneamento por biodigestores na comunidade do Bonete em Ilhabela. 

No dia 20 de setembro, equipes da Prefeitura de Ilhabela e da Sabesp, juntamente com as ONGs locais, Associação Bonete Sempre e Instituto Bonete, realizaram um levantamento por residência para identificar quais casas são de moradores e turistas, se há área para os biodigestores nas propriedades, e coletar dados para gerar um diagnóstico com informações do que é preciso para a implantação do sistema de saneamento básico com biodigestores individualizados.

Segundo o biólogo e gestor ambiental Edson Lobato, que é coordenador do Instituto Bonete, o biodigestor é uma unidade de tratamento que faz o papel da fossa séptica e do filtro conjuntamente. É um sistema que recebe o esgoto, reduz a carga orgânica e retém o lodo, a partir daí ocorre um tratamento biológico onde as bactérias consomem o efluente.

Lobato pontua as conquistas sustentáveis que estão sendo realizadas na comunidade. “Historicamente as principais demandas do Bonete eram a falta de energia elétrica, a falta de acesso para quem vai a pé, já que não havia passarela para acessar o local, e também o saneamento”, esclarece.

A comunidade conquistou a energia com o uso das placas solares, que chegaram ao Bonete depois de pedidos de melhoria no fornecimento de energia dos próprios moradores ao Ministério Público. Também foram realizadas reformas da hidrelétrica e a instalação de uma turbina hidráulica, para geração de energia hidrelétrica através da circulação de fluxo de água da cachoeira.

O acesso para a Comunidade do Bonete é possível apenas por barco ou por uma trilha de 12 quilômetros. Sobre isso o coordenador do Instituto Bonete esclarece: “conseguimos melhorar o acesso para o Bonete, não existia uma passarela para o acesso, então conseguimos levar as três passarelas, agora falta levar o saneamento para caminhar para o futuro sustentável”, pontua.

De acordo com Xico Graziano, Secretário do Meio Ambiente de Ilhabela, após essa primeira etapa o município deve lançar uma licitação para contratação de empresa para realizar o serviço. A implantação total do sistema deve demorar um ano.  

O processo de implantação de saneamento básico no Bonete, que conta com a participação direta das ONGs locais, será um modelo para as outras comunidades tradicionais. Graziano aponta que outras comunidades serão atendidas até 2024 e que a tecnologia para cada comunidade será definida dependendo do potencial poluidor. “Castelhanos será a próxima, lá existem 2 polos de vida caiçara a serem atendidos”, pontua o secretário.

O secretário também explicou que o monitoramento da água em vários pontos vai gerar informações para a gestão da qualidade dos recursos hídricos e a eficácia do sistema de saneamento e evitar que o mar receba carga poluidora. Para isso, a equipe da Sabesp realizou coletas iniciais para fazer a medição da qualidade da água. “Em toda a Ilhabela estamos organizando, com ajuda do Movimento Somos Ilhabela, um sistema de monitoramento da qualidade da água dos córregos”.

O trabalho de implantação ainda contará com educação ambiental para as famílias atendidas e com a participação das ONGs da comunidade e serviços da empresa contratada. Nesta etapa as famílias vão aprender a dispor corretamente os resíduos e a água servida, com o treinamento e instrução da empresa que vencer a licitação e a participação da ONG. As crianças da escola do Bonete também participarão da aprendizagem em educação ambiental e sustentável na escola. 

Para Edson Lobato, “a ideia é fazer do Bonete um destino sustentável! É no que estamos trabalhando e agora voltamos às ações para fechar essa conta com o saneamento por biogeradores. Daqui para frente é alavancar o ecoturismo e resgate da cultura caiçara, meta que já poderá ser uma prioridade assim que efetivar essa etapa”, finaliza. 

Por Claudinéia Silva

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Cookies settings
Accept
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active

Who we are

Our website address is: http://agazetarm.com.br.

What personal data we collect and why we collect it

Comments

When visitors leave comments on the site we collect the data shown in the comments form, and also the visitor’s IP address and browser user agent string to help spam detection.

An anonymized string created from your email address (also called a hash) may be provided to the Gravatar service to see if you are using it. The Gravatar service privacy policy is available here: https://automattic.com/privacy/. After approval of your comment, your profile picture is visible to the public in the context of your comment.

Media

If you upload images to the website, you should avoid uploading images with embedded location data (EXIF GPS) included. Visitors to the website can download and extract any location data from images on the website.

Contact forms

Cookies

If you leave a comment on our site you may opt-in to saving your name, email address and website in cookies. These are for your convenience so that you do not have to fill in your details again when you leave another comment. These cookies will last for one year.

If you visit our login page, we will set a temporary cookie to determine if your browser accepts cookies. This cookie contains no personal data and is discarded when you close your browser.

When you log in, we will also set up several cookies to save your login information and your screen display choices. Login cookies last for two days, and screen options cookies last for a year. If you select "Remember Me", your login will persist for two weeks. If you log out of your account, the login cookies will be removed.

If you edit or publish an article, an additional cookie will be saved in your browser. This cookie includes no personal data and simply indicates the post ID of the article you just edited. It expires after 1 day.

Embedded content from other websites

Articles on this site may include embedded content (e.g. videos, images, articles, etc.). Embedded content from other websites behaves in the exact same way as if the visitor has visited the other website.

These websites may collect data about you, use cookies, embed additional third-party tracking, and monitor your interaction with that embedded content, including tracking your interaction with the embedded content if you have an account and are logged in to that website.

Analytics

Who we share your data with

How long we retain your data

If you leave a comment, the comment and its metadata are retained indefinitely. This is so we can recognize and approve any follow-up comments automatically instead of holding them in a moderation queue.

For users that register on our website (if any), we also store the personal information they provide in their user profile. All users can see, edit, or delete their personal information at any time (except they cannot change their username). Website administrators can also see and edit that information.

What rights you have over your data

If you have an account on this site, or have left comments, you can request to receive an exported file of the personal data we hold about you, including any data you have provided to us. You can also request that we erase any personal data we hold about you. This does not include any data we are obliged to keep for administrative, legal, or security purposes.

Where we send your data

Visitor comments may be checked through an automated spam detection service.

Your contact information

Additional information

How we protect your data

What data breach procedures we have in place

What third parties we receive data from

What automated decision making and/or profiling we do with user data

Industry regulatory disclosure requirements

Save settings
Cookies settings