Juliette lança primeiro clipe musical; assista

Vencedora do BBB 21 gravou EP com seis canções. Clipe é da música ‘Diferença Mara’.

Vencedora do BBB 21 gravou EP com seis canções. Clipe é da música ‘Diferença Mara’.

Juliette Freire, vencedora do Big Brother Brasil 21, lançou nesta segunda-feira (6) o primeiro clipe musical do seu EP: ela canta “Diferença Mara”. Em menos de dois minutos, o vídeo já tinha 27 mil curtidas.

Assista abaixo:

A “musa dos cactos” (termo que define sua legião de fãs) anunciou a estreia para os seus mais de 36 milhões de seguidores do Instagram.

Desde o fim do reality show, a maquiadora e advogada paraibana de 31 anos participou de lives de artistas como Gilberto Gil, Elba Ramanho e Wesley Safadão.

Ela já havia demonstrado paixão pela música durante o programa (em momentos mais descontraídos, lavando a louça ou andando no jardim da casa).

“Deus me proteja”, de Chico César, ficou entre as faixas mais ouvidas das plataformas de áudio depois que Juliette a cantou no BBB.

Veja o que se sabe sobre a carreira musical da estrela:

Quais os nomes das músicas do EP?

Veja a lista:

  • “Bença”
  • “Diferença mara”
  • “Doce”
  • “Sei lá”
  • “Benzim”
  • “Vixe que gostoso”

O repertório tem seis músicas inéditas, em vez de covers de hits de outros artistas. Para Mauro Ferreira, blogueiro de música do G1, foi uma “escolha acertada”.

“Seria cômodo para Juliette aproveitar a fama e cantar músicas conhecidas”, explica ele. “Reunir repertório inédito pode ajudar a artista a delinear identidade própria”, completa Mauro.

Quem são os produtores e compositores?

O EP tem uma música composta por Anitta, em parceria com a dupla Umberto e Mãozinha (que escreveu sucessos como “Show das poderosas” e “Bang”): ela se chama “Doce”.

“Bença” e “Diferença mara” foram escritas pelos paraibanos Dann Costara é Zé Neto, do grupo “Os Gonzagas”. Eles têm acompanhado Juliette em lives.

Qual a gravadora?
Juliette e Anitta — Foto: Reprodução / Instagram
Juliette e Anitta — Foto: Reprodução / Instagram

Assim que saiu do BBB, Juliette foi cobiçada pelas três principais gravadoras do Brasil. Sony, Warner e Universal disseram ao G1 que tinham interesse em contratá-la.

Ela acabou assinando com a Rodamoinho Records, fundada por Anitta, em parceria com a Virgin Music Brasil.

Por sua vez, a Virgin é uma colaboração entre a Work Show (o maior escritório de artistas sertanejos no Brasil) e a Universal.

Pode parecer difícil de entender, mas o que você precisa saber é que muita gente que conhece o mercado musical no Brasil está por trás do começo da carreira musical de Juliette.

De quais estilos Juliette gosta?
Juliette anuncia carreira como cantora  — Foto: Instagram/Reprodução/Juliette
Juliette anuncia carreira como cantora — Foto: Instagram/Reprodução/Juliette

Nos 100 dias de BBB, Juliette cantou em torno de 20 músicas, considerando só os trechos maiores. Foi do forró “Me usa” ao som barzinho e violão de “Sozinho”.

Ela passou pelo feminejo com “Medo Bobo” e “Eu sei de cor”, mas a doçura da voz funcionou melhor nas baladas de Maria Gadú (“Dona Cila”), Chico César (“Deus me proteja”) e Francisco, el Hombre (“Triste, Louca e Má”). Versos melancolicamente bonitos combinam com o cantar de Juliette.

Tecnicamente, ela canta bem?
gil e juliette — Foto: Reprodução
gil e juliette — Foto: Reprodução

A reportagem  foi atrás do parecer de especialistas que atestaram: Juliette canta bem. Na avaliação do professor de canto Rafael Dantas, ela tem “uma voz crua que não tem vícios”. “Uma voz que sobe, que vai nos agudos com facilidade. Uma voz que desce, que consegue passear pelos estilos e passear por todas as notas. Ela passeia por graves, médio, agudo”, resume ele.

Para a fonoaudióloga Adriana Bezerra, o canto é “doce, suave e extremamente afinado”. “Ela é muito musical”, explica Adriana. “Ela acaba aumentando o volume de voz para conseguir agudizar e às vezes ela até percebe isso, dizendo: ‘Olha, eu tô gritando’.” Para ela, as performances ouvidas no BBB ficariam ainda melhores com “treinamento técnico respiratório”.

Como Juliette aprendeu a cantar?

Washington Feitosa, irmão mais velho da Juliette, costumava tocar violão e cantar com ela e a irmã Julienne, que morreu vítima de um AVC, aos 17 anos.

“Ela tinha uma voz muito doce, e sempre muito afinada, certinha, não era aquela voz de oscila musicalmente falando o tom”, lembrou Washington, em entrevista recente. “Ela era muito afinada já nesse começo. Eu tinha uns 19 anos, mais ou menos, e ela tinha uns 12.”

 — Foto: Divulgação e Arte/G1